Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1020
Título: Análise da imunidade de Aedes Aegypti (Diptera: Culicidae) ao vírus dengue em populações de campo com competência vetorial diferenciada
Autor(es): de Carvalho Leandro, Danilo
Palavras-chave: Interação mosquito-DENV; Toll; JAK-STAT; RNAi.
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: de Carvalho Leandro, Danilo; Flavia Junqueira Ayres, Constância. Análise da imunidade de Aedes Aegypti (Diptera: Culicidae) ao vírus dengue em populações de campo com competência vetorial diferenciada. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: Um dos determinantes envolvidos no complexo ciclo de transmissão da dengue é o nível de susceptibilidade do Aedes aegypti ao vírus dengue (DENV), ou seja, a competência vetorial, que varia entre populações de mosquitos. Identificar moléculas envolvidas na interação mosquito-vírus pode auxiliar no conhecimento dos mecanismos envolvidos na competência vetorial, até então pouco elucidados. Estudos recentes mostraram a participação de certos mecanismos na interação mosquito-DENV, porém, pouco se sabe do real papel destes na modulação da competência vetorial em mosquitos de campo ou até da relação entre eles. Mediante isso, objetivamos analisar a expressão de três moléculas representantes de diferentes mecanismos de defesa antiviral no Ae. aegypti, em resposta à infecção com vírus dengue sorotipo 2 (DENV-2), sendo elas REL1, HOP e Dicer-2, em populações de campo e de laboratório do mosquito. Para isso, as diferentes linhagens foram artificialmente infectadas com DENV-2, e tecidos variados foram coletados em diversos momentos após infecção. Tanto a quantificação viral quanto a expressão das moléculas selecionadas nas amostras foram realizadas por PCR em tempo real quantitativo (qRT-PCR). Os resultados mostraram que tanto o padrão de infecção viral quanto a expressão das moléculas variaram entre as populações de A. aegypti nos diferentes momentos após infecção com DENV-2. Os resultados aqui obtidos poderão ser bastante relevantes na pesquisa da interação vetor-vírus e poderão auxiliar no desenvolvimento de novas estratégias de controle da dengue, como na pesquisa com mosquitos transgênicos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1020
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biologia Animal

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3001_1.pdf1,24 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.