Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10188
Título: Estudo da Fotoestabilidade de Vitaminas em Formulações para Nutrição Parenteral Pediátrica
Autor(es): AZEVEDO FILHO, Clayton Anderson de
Palavras-chave: Estabilidade de medicamentos; Nutrição parenteral; Cromatografia líquida; Vitaminas
Data do documento: 17-Dez-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Formulações de nutrição parenteral (NP) são soluções ou emulsões, estéreis e apirogênicas, compostas por carboidratos, aminoácidos, lipídeos, eletrólitos e elementos traços. Essas preparações são geralmente suplementadas com vitaminas antes do começo da terapia, sendo administrado de forma contínua por um período de 12 a 18h/dia. As vitaminas são usadas para atender as necessidades diárias e suprir deficiências, principalmente em neonatos, muito embora sejam instáveis e tenham na degradação química a mais comum causa da perda destes componentes nas bolsas de NP. Fatores tais como a luz, temperatura e duração do tempo de estocagem podem levar à degradação das vitaminas. Vários autores relatam a fotossensibilidade das vitaminas, em especial as vitaminas A, E, C, B2 e B6, que são nutrientes imprescindíveis no crescimento e na regulação das diferentes funções fisiológicas. Atualmente, pouco se relata sobre a fotoestabilidade das vitaminas principalmente em condições controladas de exposição à radiação UV. O Núcleo de Pesquisas em Nutrição Parenteral (NP)2 da Universidade Federal de Pernambuco (Brasil) desenvolveu uma câmara de fotoestabilidade a fim de estudar o efeito da radiação UV (UVA e UVB) sobre os componentes das formulações de nutrição parenteral. Esta câmara está qualificada e atende aos requisitos do Quality Guideline (Q1B) opção 2 de acordo com o International Conference on Technical Requirements for Registration of Pharmaceuticals for Human Use (ICH). Um novo procedimento de quantificação de vitaminas lipossolúveis e hidrossolúveis extraídas de formulações de NP foi desenvolvido por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). As vitaminas hidrossolúveis extraídas foram separadas em uma coluna SB C18 (150 mm x 4.6 mm, 3.5 μm) em uma única corrida em eluição gradiente de fase móvel consistindo de tampão fosfato 0.05 mol.L-1 pH 4.75 (solvente A) e metanol (solvente B). As vitaminas lipossolúveis foram separadas na mesma coluna em uma única corrida aplicando eluição isocrática com metanol como fase móvel. Repetibilidade e precisão intermediária do método foi determinado a partir das extrações (em triplicata) em dois dias diferentes no mesmo nível de concentração. As variabilidades das concentrações em dois dias aleatórios foram de CV (%) = 0.32 a 11.54% para vitaminas lipossolúveis e CV (%) = 0.73 a 10.60% para vitaminas hidrossolúveis. O presente método é adequado para a análise quantitativa de 9 vitaminas em formulações de NP: (vitamina A (retinol e palmitato de retinila), vitamina D3 (colecalciferol), vitamina E (DL-α-tocoferol e acetato de DL-α-tocoferol), vitamina B2 (riboflavina), vitamina B6 (piridoxina), vitamina C (ácido ascórbico) e vitamina B3 (niacinamida). Os experimentos de fotodegradação foram realizados em formulações contidas em tubos de vidro e em bolsas plásticas. Intensidade de luz UV de uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal de um hospital público em Recife (Brasil) foram monitorados diariamente e a dose de radiação UV foi determinada e simulada em uma câmara de fotoestabilidade. Um período de 10h de dose UV na Unidade Neonatal determinada foi equivalente a 15,67 min de exposição UV na câmara de fotoestabilidade. A fotodegradação das vitaminas nas formulações de NP neonatal (contidas em bolsas de EVAC e em frascos de vidro) foi monitorada por um período de 0–60 min. A determinação simultânea de 7 vitaminas presentes nessas misturas de NP foi realizada e o perfil fotodegradativo de cada uma delas foi discutido.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10188
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Farmacêuticas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AzevedoFilhoCA_Tese_2012.pdf4,27 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons