Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10174
Título: Estudo fitoquímico e avaliação da atividade antimicrobiana, antioxidante e citotóxica de Sapium glandulosum (L.) morong e Caesalpinia pyramidalis Tul. visando o desenvolvimento de um gel odontológico
Autor(es): SILVA, Carlos Henrique Tabosa Pereira da
Palavras-chave: Fitoterapia; Estomatite sob Prótese; Plantas da Caatinga; Sapium
Data do documento: 10-Set-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: SILVA, Carlos Henrique Tabosa Pereira da. Estudo fitoquímico e avaliação da atividade antimicrobiana, antioxidante e citotóxica de Sapium glandulosum (L.) Morong e Caesalpinia pyramidalis Tul. visando o desenvolvimento de um gel odontológico. Recife, 2012. 99 f. Tese (doutorado) - UFPE, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas, 2012..
Resumo: No Brasil, os recursos terapêuticos encontrados são bastante abundantes, porém ainda pouco explorados, em especial, em regiões como o Nordeste, para biomas como a Caatinga. Os objetivos deste trabalho foram determinar o perfil fitoquímico e avaliar a atividade biológica e antioxidante de Sapium glandulosum (L.) Morong e Caesalpinia pyramidalis, desenvolver farmacotecnicamente géis bucais, a partir do material mais promissor e avaliar a estabilidade destes produtos. As coletas das duas espécies foram realizadas no município de Caruaru/PE. Os conteúdos de fenóis totais e taninos foram determinados pelo método Folin-Ciocalteu e o conteúdo de flavonóides pelo método de complexação com cloreto de alumínio. A atividade antioxidante foi analisada pelo ensaio do DPPH e ensaio quelante do íon ferroso (FIC). A caracterização fitoquímica foi realizada por cromatografia em camada delgada. O método de difusão em ágar foi utilizado para determinar a atividade antimicrobiana dos extratos e em seguida determinada a Concentração Inibitória Mínima (CIM). A toxicidade seletiva foi avaliada frente às larvas de Artemia salina Leach e a atividade citotóxica frente às linhagens Hep-2 e NCI-H292 pelo método do MTT. O desenvolvimento farmacotécnico foi realizado através de um estudo quali-quantitativo na produção de géis bucais com diferentes polímeros, seguido de avaliações da estabilidade. Os níveis de fenóis totais variaram de 135,55 ± 9,85 mg equivalentes de ácido tânico (EAT)/g nas cascas de S. glandulosum a 459,79 ± 11,65 mg EAT/g nas folhas de C. pyramidalis e o conteúdo de flavonóides foi elevado nas folhas das duas espécies. O extrato etanólico das cascas de C. pyramidalis apresentou melhor CI50 (16,98 ± 1,34 μg/mL), valor menor que o obtido com a rutina, utilizada como padrão. Os ensaios fitoquímicos apresentaram derivados antracênicos, flavonóides e monoterpenos em todas as amostras. Nos estudos microbiológicos, o extrato das cascas de C. pyramidalis foi ativo contra Enterococus faecalis, Staphylococus aureus e S. coagulase-negativa, sendo os extratos das folhas e cascas de S. glandulosum ativos contra os dois últimos. Os resultados da toxicidade seletiva frente às larvas de A. salina variaram de 1618,44 ± 271,02 μg/mL para o extrato das folhas de C. pyramidalis a 2655,50 ± 15,40 μg/mL para o extrato das folhas de S. glandulosum, todos considerados atóxicos. As espécies estudadas não apresentaram atividade citotóxica nas linhagens testadas, confluindo com os achados atóxicos com A. salina. No desenvolvimento farmacotécnico utilizou-se o extrato das folhas de C. pyramidalis, o que resultou seis lotes de produtos com características quali-quantitativas diferentes, dos quais apenas o gel oriundo do polímero carbopol 940 mostrou-se resistente às agressões sofridas pelas avaliações da estabilidade. O presente trabalho fornece informações sobre espécies com potencial antioxidante, antimicrobiano e que foram considerados atóxicos, nos ensaios realizados, permitindo o desenvolvimento futuro de produtos que possam contribuir com a saúde da população.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10174
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Farmacêuticas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_completa_Carlos_Henrique_Tabosa_2012.pdf5,5 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons