Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10168
Title: Avaliação da atividade biológica de extratos metanólicos de Schinopsis brasiliensis Engl. em sistemas microemulsionado
Authors: SARAIVA, Antonio Marcos
Keywords: Schinopsis brasiliensis; Sistema microemulsionado; Polifenóis; Antioxidante
Issue Date: 14-Mar-2012
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: SARAIVA, Antonio Marcos UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Avaliação da atividade biológica de extratos metanólicos de Schinopsis brasilienses Engl. em sistemas microemulsionados. Recife, 2012. 150f. : Tese (doutorado) - Universidade Federal de Pernambuco. CCS. Ciências Farmacêuticas, 2012..
Abstract: Schinopsis brasiliensis Engl. (Baraúna) é árvore endêmica da região semi-árida do Brasil usada na medicina popular como antiinflamatório, no tratamento da gripe, febre, tosse, diarréia, disenteria, feridas e micoses superficiais. As microemulsões (ME) são sistemas reservatórios no qual a fase interna é um microambiente dimensionalmente restrito, com propriedades particulares, que podem ligar ou associar moléculas de diferentes polaridades. O objetivo deste trabalho foi avaliar o extrato seco metanólico das folhas de Schinopsis brasiliensis (ExmSb) e este microemulsionado (ExMESb). Os estudos farmacognósticos avaliaram o poder antioxidante por DPPH, a toxicidade contra Artemia salina, o conteúdo fenólico por Folin-Ciocalteu, a técnica de bioautografia foi usada para identificar o Rf dos possíveis compostos, com atividade antimicrobiana, para posterior isolamento e elucidação estrutural. A atividade antimicrobiana foi pela técnica de poços/difusão em agar e a concentração inibitória mínima por diluição em ágar e caldo. Realizou-se desenvolvimento e caracterização físico-química do ExMESb. Estudou-se a citotoxicidade e ação cicatrizante do ExMESb. A capacidade eficiente de ExMESb foi de 99,78%, visualizado na concentração de 10 mg/ml. O tamanho de partícula de ExMESb foi de 80,2 nm e da microemulsão (ME) de 44,7 mm. O índice de Polidispersidade (IPD) 0,301 foi compatível com uma ME monodispersa do tipo isotrópica. A condutividade (651.67 mS) correspondente a uma preparação de óleo/água e o pH (6,14) considerado consistente para a via de administração (tópica). O potencial Zeta (-18,90 mV) de ExMESb correspondente ao esperado para uma preparação estável e a ME mostrou capacidade de encapsulação máxima de ExmSb de 25 mg/ml. O potencial antimicrobiano de ExmSb está diretamente relacionada ao seu conteúdo fenólico (825 mg SST / g), 55% consiste de tanino (455,81 mg SST/g) e 1,36% (11,29 mg RE/g) de flavonóides. A capacidade antioxidante foi CE50 = 8,80 mg/mL e controle positivo (ácido ascórbico) EC50 = 22,53 mg/mL. O ExmSb apresentou toxicidade moderada frente Artemia salina (705,54 mg / ml), justificada pela elevada presença de taninos. A atividade antimicrobiana do ExmSb contra bactérias e leveduras é estreitamente relacionando com conteúdo fenólico e potencial antioxidante, que foi confirmado pelo isolamento de dois fenóis do ExmSb ( -1 ,2,3,4,6-Pentagalloil-D-glucose - PGG e metil galato – MG). PGG e MG mostraram ação antimicrobiana contra as cepas de Staphylococcus aureus, Staphylococcus coagulase negativo. Além disso, Escherichia coli (MG), Pseudomonas aeruginosa e Enterococcus faecalis (PGG). Neste estudo decitotoxicidade contra linhas de células cancerosas e saudáveis (macrófagos murinos) observou-se citotoxidade seletiva de ExmSb e ExMESb contra as linhagens neoplásicas, sendo que apresentou baixa citotoxicidade contra os macrófagos murinos. Conclui-se que o extrato seco metanólico das folhas de Schinopsis brasiliensis mostrou ser um importante produto com potencial antimicrobiano e antioxidante, enquanto a ME comportou-se como um veículo biocompatível e um promissor carreador de extratos de plantas.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10168
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciências Farmacêuticas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese de Antonio Marcos Saraiva.pdf3.12 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons