Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10151
Título: Perfil anatômico fitoquímico, antimicrobiano e citotóxico de Luetzelburgia auriculata (allemao) Ducke
Autor(es): Vasconcelos, Alan Lucena de
Palavras-chave: Fabaceae; Morfoanatomia; Perfil fitoquímico; Atividade antimicrobiana; Atividade citotóxica
Data do documento: 31-Jan-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Luetzelburgia auriculata Ducke, Fabaceae, da subfamília Papilionoideae, é conhecida como pau-mocó. Etnobotanicamente é utilizada por conta das peculiaridades de sua raiz e folhas. Estas possuem notória toxicidade e as raízes são ricas em amido, usado em períodos de seca como fonte nutritiva. Baseado nas utilizações populares reportadas, e no reduzido quantitativo de trabalhos cientificos sobre o gênero, buscou-se por meio deste, realizar a caracterização macro e microscópica dos caracteres morfoanatômicos além da identificação dos constituintes químicos e avaliação do potencial antimicrobiano e citotóxico das raízes e folhas desta espécie. Por meio da diagnose macroscópica, foram observadas, raízes tuberosas, folhas alternas espiraladas, estipuladas, compostas imparipinadas. Por meio de microtécnicas de corte transversal, foi possível observar na raiz grupos de esclerênquima no floema e no xilema. Grãos de amido no parênquima cortical. Feixes xilemáticos em número de sete com raios medulares de até três células de largura. Pecíolo com grande feixe vascular colateral central e dois menores laterais na face adaxial. Em vista frontal pode-se observar que a folha é hipoestomática, com estômatos, dos tipos, paracítico, anomocítico e anisocítico e tricomas tectores simples unisseriados. Em secção transversal observa-se que a lâmina foliar é revestida por epiderme unisseriada e mesofilo dorsiventral com quatro camadas de paliçádico e quatro de esponjoso, sem espaços intercelulares. O feixe vascular da nervura principal é colateral aberto e colênquima angular nas costelas. A partir da preparação de extratos brutos obtidos de diferentes solventes em polaridade crescente foram obtidos os extratos hexânico (EHex), acetato de etila (EAc), metanólico (EMe)e aquoso (EAq), onde por meio dos quais foi possível determinar o perfil fitoquímico da raiz e folha, além de avaliar seu potencial antimicrobiano e citotóxico. Por meio de cromatografia em camada delgada foram identificados nos extratos compostos como mono e sesquiterpenos, triterpenos e esteroides, saponinas, cumarinas e flavonoides, onde os compostos de menor polaridade mostram-se majoritariamente presentes. Através do fracionamento de seus constituintes químicos por cromatografia em coluna clássica obtiveram-se três frações purificadas, onde uma pertence à classe química dos mono e sesquiterpenos e as outras duas à cumarinas. Na avaliação de atividade antimicrobiana foi utilizado o método de microdiluição em caldo, onde os extratos foram testados frente às cepas padronizadas e multirresistentes de Enterococcus faecalis, Staphylococcus aureus, Escherichia coli, Klebsiella pneumoniae, Pseudomonas aeruginosa e Proteus mirabilis. O extrato acetato de etila da raiz apresentou alta atividade inibindo o crescimento tanto de bactérias Gram-negativas (Proteus mirabilis) quanto de Gram-positivas (Staphylococcus aureus), o que pemite inferir a existência de diferentes mecanismos de ação ao interagir com as membranas destes microorganismos.Os extratos hexânicos e acetato de etila da folha também apresentaram forte atividade antimicrobiana, mostrando-se ativos contra bactérias Gram-positivas (Staphylococcus aureus). A partir da avaliação do potencial citotóxico dos extratos pelo método do MTT, o extrato acetato de etila na raiz e hexânico nas folhas, mostraram alta atividade citotóxica contra linhagens humanas de câncer de pulmão, cólon e laringe na concentração de 25 μg/mL chegando a apresentar 87% de atividade. Estes dados contribuem com os estudos científicos acerca desta espécie, que mostra-se como promissora fonte de biomoléculas com importantes atividades.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10151
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Farmacêuticas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Final Alan.pdf5,05 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons