Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10012
Title: Sindicalismo na educação: consensos e conflitos na disputa pela hegemonia e direção do sintese em sergipe (1992-1996)
Authors: Nascimento de Oliveira, Catarina
Keywords: Sindicato;Hegemonia;Organização dos trabalhadores;Reestruturação produtiva
Issue Date: 2002
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Nascimento de Oliveira, Catarina; Cristina Brito Arcoverde, Ana. Sindicalismo na educação: consensos e conflitos na disputa pela hegemonia e direção do sintese em sergipe (1992-1996). 2002. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
Abstract: O trabalho apresentado constitui-se em uma análise sobre os consensos e conflitos que permearam a disputa pela hegemonia e direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Ensino de 1º e 2º Graus da Rede Oficial do Estado de Sergipe SINTESE, no período compreendido entre 1992 e 1996. Em um contexto marcado pelos impactos da reestruturação produtiva e do neoliberalismo na organização dos trabalhadores, a educação ocupou papel de destaque entre os setores do capital, do Estado e dos trabalhadores organizados, para responder às demandas exigidas pela nova ordem. Por entender que o movimento sindical e a educação estão intrinsecamente conectados com as temáticas relativas ao processo produtivo, o estudo buscou inicialmente situar a reestruturação produtiva e suas inflexões no mundo do trabalho, assim como discutir o neoliberalismo, no contexto capitalista de países imperialistas e dependentes, de modo a entender o significado desses fenômenos e suas características. Para debater essas questões, a abordagem teórica preferencialmente utilizada no trabalho apoiou-se nas categorias hegemonia, ideologia e discurso, por entender que o Sindicato em análise estabeleceu, a partir dessas categorias, proposições imanentes aos interesses dos trabalhadores em educação de Sergipe, de modo específico, mas também tencionou um projeto político democrático de educação. Ao focalizar esses dois aspectos, através de análise documental, foi possível identificar que a disputa hegemônica de profissionais do magistério pela direção do Sindicato, permeada por consensos e conflitos, elegeu o discurso em defesa da qualidade da escola pública, como núcleo estratégico para atender a interesses profissionais e de grupos do magistério, ficando a educação em plano subseqüente
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10012
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo9335_1.pdf1.35 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.