Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10007
Título: Acoplamento dos fantomas tomográficos FAX06 e MAX06 ao código Monte Carlo GEANT4
Autor(es): Cassola, Vagner Ferreira
Palavras-chave: dose equivalente; fótons externos; fantomas tomográficos; GEANT4; EGSnrc
Data do documento: 2007
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Ferreira Cassola, Vagner; Alberto Brayner de Oliveira Lira, Carlos. Acoplamento dos fantomas tomográficos FAX06 e MAX06 ao código Monte Carlo GEANT4. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Energéticas e Nucleares, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Resumo: Os fantomas MAX06 e FAX06 foram desenvolvidos durante os últimos anos no Departamento de Energia Nuclear da Universidade Federal de Pernambuco. Eles são os primeiros fantomas tomográficos ou fantomas de voxel de adultos que possuem altura e peso, assim como, a massa dos órgãos e tecidos com base nas refêrencias anatômicas publicadas no relatório No. 89 da Comissão Internacional de Proteção Radiológica. Os dois fantomas foram conectados ao código Monte Carlo (MC) EGSnrc, para calcular as doses equivalentes nos órgãos e tecidos para exposições internas e externas relativas a fótons e elétrons. Para permitir a aplicação de outros tipos de radiação, este estudo tem o objetivo de conectar os fantomas FAX06 e MAX06 ao GEANT4, um código de MC que, além de fótons e elétrons, pode transportar outras partículas, como os nêutrons, prótons, íons, etc., através de meios arbitrários, e calcular doses equivalentes nos órgãos e tecidos radiossensíveis para a exposição externa aos fótons. O acoplamento dos fantomas ao GEANT4, para a realização dos cálculos, só foi possível de duas formas: após comprimir o volume de voxels em 97%, utilizando um método desenvolvido durante este estudo, e a classe de parametrização do GEANT4 G4PVParameterisation ; ou utilizando a nova classe de parametrização G4VPNestedParameterisation , para conectar todos os voxels. Exposições para fótons foram simuladas após desenvolver os algoritmos para fontes paralelas unidirecionais e rotacionais e para incidências isotrópicas. A dose equivalente nos órgãos e tecidos assim como a dose efetiva para exposições de fótons externos foram calculadas com os dois fantomas e os códigos MC GEANT4 e EGSnrc. A comparação entre os resultados demonstrou uma boa concordância com a margem definida pela soma dos erros estatísticos, evidenciando que os fantomas foram acoplados corretamente ao código MC GEANT4
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10007
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Tecnologias Energéticas e Nucleares

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo9153_1.pdf3,34 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.