Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9191
Title: Concepções sobre Promoção da Saúde e sua didatização nas disciplinas de Saúde Pública e/ou Saúde Coletiva
Authors: Iuri Paz e Albuquerque, Tales
Keywords: Concepções da Promoção da Saúde; Competências da Promoção da Saúde; Didatização da Promoção da Saúde; Pró-Saúde
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Iuri Paz e Albuquerque, Tales; Maria Pereira Franco de Sá, Ronice. Concepções sobre Promoção da Saúde e sua didatização nas disciplinas de Saúde Pública e/ou Saúde Coletiva. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: A Promoção da Saúde (PS) destaca-se enquanto estratégia para reorientar a formação profissional, conforme explicitado pelo Pró-Saúde. Entretanto, essa inserção nos cursos de saúde com o propósito de direcionar a transição do modelo de saúde não está detalhada. Objetivando a compreensão dessas questões sobre a didatização da PS nas disciplinas de Saúde Pública (SP) e Saúde Coletiva (SC), esta pesquisa pretende compreender as concepções da PS e como ocorre sua didatização a partir dos difusores da PS no Brasil. Utilizamos a abordagem qualitativa, através da triangulação entre entrevista semi-estruturada, observação participante e análise documental, analisada com base na Análise de Conteúdo temática. Quatorze entrevistas com difusores chave nos possibilitaram verificar que a compreensão predominante da PS baseia-se na perspectiva social, sendo base para a orientação teórica. Percebemos a proximidade das orientações pedagógicas com as competências para o ensino, destacando a problematização, a cultura reflexiva e cenários de prática diversos; principalmente relacionados à vivência social. O conjunto das propostas retrata uma prática pedagógica libertadora, que valoriza o saber do indivíduo, auxiliando os professores na didática da PS e, consequentemente, com os propósitos do Pró-Saúde. Entretanto, percebemos que trabalhar com a PS na graduação é complexo, devido ao contexto de inserção nas disciplinas de SP e/ou SC, caracterizado pela indefinição conceitual, além das limitações institucionais. Por isso, a maioria dos difusores defendeu a existência de uma disciplina específica de PS na graduação
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9191
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4080_1.pdf1.99 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.