Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8948
Title: Avaliação do estado nutricional de crianças de creches públicas da cidade do Recife-PE
Authors: Souza Oliveira, Juliana
Keywords: Saúde pública; Nutrição; Crianças de creches Recife -PE
Issue Date: 2005
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Souza Oliveira, Juliana; de Carvalho Lima, Marilia. Avaliação do estado nutricional de crianças de creches públicas da cidade do Recife-PE. 2005. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Abstract: A dissertação foi composta por um capítulo de revisão da literatura e um artigo a ser publicado. O capítulo de revisão aborda o conceito de estado nutricional, ressaltando a antropometria como método de avaliação, e ainda, verifica a influência dos fatores socioeconômicos, ambientais, maternos, biológicos e de morbidade sobre o déficit estatural na infância. Esses dados foram coletados de artigos publicados em revistas científicas e livros, pesquisando-se as bases de dados SCIELO e LILACS. O artigo avalia o perfil nutricional de 321 lactentes de 6 a 30 meses de idade, que freqüentam creches municipais da cidade do Recife, Pernambuco. O desenho do estudo foi do tipo transversal. As informações foram coletadas em formulários precodificados. O estado nutricional foi avaliado através dos indicadores comprimento/idade, peso/idade e peso/comprimento, em médias de escore Z, utilizando como padrão de referência para comparar as medidas o do National Center for Health Statistics (NCHS). Analisou-se a associação entre o indicador comprimento/idade e fatores socioeconômicos, como renda familiar per capita, tipo de habitação, regime de ocupação e condições da habitação como: parede, piso, teto, abastecimento de água, sanitário, lixo e bens domésticos; fatores demográficos, como nº de pessoas no domicílio, nº de crianças < 5 anos, nº de pessoas/cômodo; fatores maternos, como idade, alfabetização e escolaridade e os biológicos da criança, como sexo, idade, peso ao nascer, aleitamento, concentrações de hemoglobina e albumina. O modelo final da análise de regressão linear multivariada mostrou que entre as variáveis socioeconômicas, o tipo de teto influenciou significativamente o estado de nutrição, explicando 2,7% da variação do índice comprimento/idade. As variáveis biológicas da criança (peso ao nascer e concentração de hemoglobina) contribuíram com 12,5% desta variação. Consideradas no seu conjunto, as variáveis estudadas explicaram 16,5% da variação do comprimento/idade. Os resultados do estudo apontaram a coexistência de desnutrição crônica e anemia e reforçou a hipótese de que tanto os fatores biológicos, entre eles o peso ao nascer, como os socioeconômicos influenciaram o estado nutricional dos lactentes
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8948
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8763_1.pdf1.3 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.