Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8935
Title: Surdez e a construção de narrativas coerentes em uma segunda língua: o português escrito
Authors: GARCIA, Monique Neves
Keywords: Linguagem escrita; Surdez; Coerência textual
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Neves Garcia, Monique; da Graça Bompastor Borges Dias, Maria. Surdez e a construção de narrativas coerentes em uma segunda língua: o português escrito. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia Cognitiva, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Esta dissertação tem como objetivo caracterizar textos produzidos por adolescentes surdos, sob o foco da coerência textual, assim como a coerência entre produção textual e o reconto gestual (através da LIBRAS Língua Brasileira de Sinais). Participaram da pesquisa 52 sujeitos surdos da cidade do Recife, divididos em dois grupos: o primeiro constituído por surdos usuários da LIBRAS. O segundo por surdos que utilizavam a modalidade oral como forma de comunicação. Esta divisão propiciou a determinação da influência da oralização na produção de textos coerentes. Os participantes produziram um texto sob a orientação de contarem um dia importante em suas vidas e, posteriormente, tiveram a oportunidade de explicar o que escreveram de forma gestual (com o auxílio da LIBRAS), e direcionar o caráter coerente do mesmo, justificando sua produção. A análise dos dados foi caracterizada descritiva para verificar a maneira como os surdos utilizam a linguagem escrita para a produção de enunciados coerentes, buscando indícios do conceito de texto coerente para os surdos. A análise foi realizada a partir de aspectos referentes à estrutura narrativa (Meirelles e Spinillo, 2004), aos níveis de coerência textual (Spinillo e Martins, 1997) e ao uso das metaregras de coerência (repetição, progressão, não-contradição e relação) utilizadas por Charolles (1988). Com base nas análises, a interferência do português nas redações e a condição bilíngüe do surdo, intervêm de modo significativo na instância interativa monolingüe através dos textos escritos. De maneira geral, o segundo grupo demonstrou ser mais coerente em suas produções, assim como na relação com o reconto através da LIBRAS, sugerindo influência na utilização da LIBRAS juntamente à oralização na produção textual coerente. No que se refere à estrutura narrativa, grande parte dos participantes produziram textos mais elaborados, não havendo diferenças significativas entre os grupos. Os resultados quanto aos níveis de coerência, mostraram que os textos apresentavam eventos desconectados, e dificuldade de apreensão da idéia central e conseqüente desfecho do mesmo. E, no que se refere aos dados da utilização de mecanismos de coerência, foi possível observar que ambos os grupos obtiveram equivalente desempenho, demonstrando diferença significativa apenas no uso da meta-regra de progressão, apresentado pelo melhor desempenho do grupo II. No reconto das produções textuais, os dois grupos apresentaram resultados semelhantes, adicionando novos fatos anteriormente não mencionados no texto. Verificou-se com os resultados da pesquisa, que para os surdos, o uso do português em sua modalidade escrita pode ser melhor utilizado quando se tem o respaldo da linguagem oral, e as produções textuais aprimoradas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8935
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Psicologia Cognitiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8967_1.pdf583.91 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.