Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8509
Title: Perfil lipídico de escolares do municício de Camaragibe
Authors: de Morais Oliveira, Amanda
Keywords: Perfil lipídico; Atividade física; Consumo alimentar; Antropometria; Fatores demográfico
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Morais Oliveira, Amanda; Lúcia Montenegro Stamford, Tânia. Perfil lipídico de escolares do municício de Camaragibe. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: As dislipidemias estão cada vez mais prevalentes na população infantil, sendo associada a fatores desencadeantes como: o consumo alimentar inadequado, fatores genéticos e biológicos, podendo levar a complicações cardiovasculares na vida adulta. Objetivo: Avaliar o perfil lipídico e alguns fatores de risco associados em escolares do município de Camaragibe/PE-2004. Métodos: Corte transversal, envolvendo 1206 crianças, de 7-14 anos, de ambos os sexos, aleatoriamente selecionadas. O perfil lipídico foi avaliado pela dosagem bioquímica dos níveis sanguíneos de triglicerídeos (TG), colesterol total (CT) e suas frações (LDL-c, HDL-c). O consumo alimentar foi avaliado pelo questionário qualitativo de freqüência diária. A prática de atividade física foi avaliada mediante aplicação de questionário de freqüência semanal de atividades diárias, programadas e sedentárias. Resultados: Quanto as características demográficas da população houve uma distribuição heterogênea (p=0,000), sendo 54,5% (IC95% 51,6-57,3) do sexo feminino e 73,3% (IC95%70,6-75,7) na faixa etária de 7 a 10 anos. Quanto ao perfil lipídico: 40% (IC95%37,1-42,9) com CT(>170mg/dL), 13,7% (IC95%11,7-16,0) LDL-c (>130mg/dL), 32,9% (IC95%30,0-35,8) HDL-c(<45mg/dL), 16,3% (IC95%14,1-18,5) TG (>130mg/dL), com significância estatística (p=0,000). Não houve significância estatística entre o consumo dietético, as variáveis demográficas e antropométricas com as frações lipídicas. Foi encontrado uma prevalência de excesso de peso de 15,3% dos pesquisados. Conclusão: Houve alta prevalência de dislipidemia, perfil sedentário e excesso de peso, além de erros alimentares importantes
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/8509
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4038_1.pdf586.85 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.