Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/657
Title: Diversidade de nectários extraflorais em Leguminosae em áreas de caatinga - PE
Authors: MELO, Yanna Carla da Silva
Keywords: Nectários;Anatomia;Sistemática;Caatinga;Leguminosae.
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Carla da Silva Melo, Yanna; Vinícius da Silva Alves, Marccus. Diversidade de nectários extraflorais em Leguminosae em áreas de caatinga - PE. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: (Diversidade de nectários extraflorais em Leguminosae em áreas de caatinga). Nectários extraflorais (Nefs) são encontrados em muitas Angiospermas, sendo Leguminosae o grupo em que estão melhor representados. No Brasil há registros de Nefs na Mata Atlântica e Cerrado, mas no ecossistema Caatinga este trabalho é pioneiro. Diversos estudos têm sido desenvolvidos sobre a morfoanatomia dos Nefs e sua aplicabilidade taxonômica, ecológica e evolutiva. Dada a representatividade dos Nefs em Leguminosae, bem como a importância da família para a Caatinga, decidiu-se avaliar a diversidade morfológica e a distribuição dos Nefs em espécies de Leguminosae em áreas prioritárias para conservação da caatinga em Mirandiba (PE). As espécies coletadas foram fixadas em FAA 50 e em glutaraldeído para descrição morfológica (interna e externa) e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Também foram coletados e identificados elementos da fauna associada. Foram encontradas 82 espécies de Leguminosae em Mirandiba, das quais 35 (43%) possuem nectários extraflorais. As glândulas observadas constituem Nefs propriamente ditos e Nefs substitutivos. Ocorrem nas folhas e inflorescências e podem ser estruturado e não estruturado. Foi encontrada uma ampla variedade na localização, cor, forma e tamanho dos Nefs. A diversidade morfológica e topográfica dos Nefs permitiu a elaboração de uma chave de identificação. Quanto à anatomia, os nectários são constituídos de epiderme, tecido secretor, células lignificadas com pontoações e feixes vasculares; havendo algumas variações e/ou exceções. O néctar é exsudado através de tricomas glandulares, de poros secretores e/ou do rompimento da cutícula e das células epidérmicas. Foram encontradas formigas pertencentes aos gêneros Camponotus, Cephalotes, Crematogaster e Dorymyrmex visitando os nectários. Os dados obtidos confirmam a importância taxonômica e ecológica dos Nefs, bem como sua representatividade na família Leguminosae. Além disso, mostra que, embora seja um ecossistema de alto estresse hídrico, a caatinga é um ambiente favorável ao desenvolvimento de plantas com Nefs
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/657
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Biologia Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4341_1.pdf1.67 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.