Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6220
Title: Identificação Molecular da diversidade microbiana em reator UASb de estação de tratamento de esgoto
Authors: LUCENA, Rodrigo Mendonça de
Keywords: UASB; Esgoto; rRNA 16S; Sequenciamento; Bacteria; Archaea
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Mendonça de Lucena, Rodrigo; Antônio de Morais Júnior, Marcos. Identificação Molecular da diversidade microbiana em reator UASb de estação de tratamento de esgoto. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Genética, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: A água, depois de utilizada para o abastecimento público e nos processos produtivos, retorna com sua composição alterada, constituindo o esgoto. Os esgotos quando lançados aos corpos d água sem tratamento adequado podem causar graves problemas de saúde pública e ambientais como a eutrofização. Reatores biológicos anaeróbios tipo UASB (Reator Anaeróbio de Fluxo Ascendente e Manta de Lodo) são uma alternativa interessante para o tratamento dos esgotos domésticos, combinando baixos custos de implantação e simplicidade operacional. No entanto, o sucesso do processo depende do tipo, adaptação e atividade da população microbiana presente em seu interior. Diante disto, este trabalho vem contribuir para o melhor entendimento do consorcio microbiano em reator tipo UASB para tratamento de esgoto, realizando a identificação dos microrganismos pertencentes aos domínios Bactéria e Archaea por meio da análise das seqüências dos genes rRNA 16S. Neste sentido, foram coletadas amostras de lodo dos cinco níveis do reator UASB localizado na ETE Mangueira, Recife/PE, para posterior extração de DNA. Em seguida foi realizada a clonagem e sequenciamento dos produtos de PCR provenientes dos genes rRNA 16S heterogêneos. A comparação das seqüências com os bancos de dados de rRNA 16S, NCBI e RDP, indicaram a ocorrência de representantes dos filos Actinobacteria (42%), Proteobacteria (13%), Chloroflexi (9%), Firmicutes (6%) e Bacteroidetes (4%) para o domínio Bacteria, e representantes das ordens Methanomicrobiales (43%), Methanobacteriales (17%) e Methanosarcinales (12%) para Archaea, distribuídos distintamente ao longo dos cinco níveis do reator. Do total das seqüências, 26% das de Bacteria e 17% das de Archaea não apresentaram similaridade com seqüências já conhecidas, levando a crer que possivelmente sejam pertencentes a microrganismos ainda não descritos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6220
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Genética

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3678_1.pdf1.35 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.