Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5789
Title: Análise da interação rio-aquífero na zona hiporreica para a tecnologia de filtração em margem: estudo de caso no Rio Beberibe-PE
Authors: VERAS, Tatiane Barbosa
Keywords: Interação água superficial;Água subterrânea;Zona hiporreica;Filtração em margem;Qualidade de água
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Barbosa Veras, Tatiane; Joaquim da Silva Pereira Cabral, Jaime. Análise da interação rio-aquífero na zona hiporreica para a tecnologia de filtração em margem: estudo de caso no Rio Beberibe-PE. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: A contaminação dos recursos hídricos tem se tornado uma preocupação crescente para as companhias de abastecimento público surgindo à necessidade de se criar técnicas alternativas para o tratamento de água. Além das águas superficiais, as águas subterrâneas também têm sido utilizadas para o abastecimento, onde essas fontes hídricas possuem interações que devem ser consideradas na gestão dos mananciais. A técnica de Filtração em Margem (FM) surge dentro da perspectiva da interação água superficial e subterrânea como um método de tratamento alternativo e de baixo custo. A FM é uma técnica que utiliza poços localizados próximos a um manancial de superfície, onde a água se infiltra pelos vazios do solo até chegar ao poço. Durante a percolação da água existe um tratamento natural, pois ocorrem vários processos físicos, químicos e biológicos. A região responsável pelo conjunto dessas reações é a zona hiporreica formada por uma camada subsuperficial de sedimentos entre o leito do rio e o aquífero onde ocorrem constantes trocas. Dessa forma, essa pesquisa teve o intuito de analisar as características físicas da zona hiporreica do sistema piloto de FM na margem do rio Beberibe, dentro dos limites da EE de Caixa d água, Olinda-PE. No módulo experimental existe um poço de produção e sete poços de observação. Durante as leituras da lâmina d água do rio e dos níveis do lençol freático foi possível verificar a conexão entre o rio e o aqüífero. O monitoramento qualitativo foi realizado através de análises físico-químicas e bacteriológicas, onde foi possível observar uma melhora significativa na qualidade da água após submetida a FM. A capacidade de transporte de volumes hídricos entre o rio e o aquífero foi avaliada através de ensaios de infiltração no leito com cargas hidráulicas diferentes e testes de drenança, onde foi observado que o rio Beberibe contribui para a recarga do lençol freático, salientando que existe uma variação na intensidade da contribuição ao longo da área experimental. Para uma melhor compreensão do fluxo hídrico foram realizados testes granulométricos, onde o material representativo da superfície do leito apresentou certa homogeneização predominantemente arenosa, comprovando que a composição da zona hiporreica pode influenciar no transporte de volumes entre o rio Beberibe e o aquífero
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5789
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6610_1.pdf3.12 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.