Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5408
Title: Estimativa da produção de sedimentos da Bacia Hidrográfica do Rio Beberibe que aporta na zona costeira norte da RMR
Authors: Lúcia Braga Mineiro, Ana
Keywords: Concentração;Sedimento;Vazão;Curva-chave de vazão;Curva chave de sedimento em suspensão
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Lúcia Braga Mineiro, Ana; Mauricio Araujo, Alex. Estimativa da produção de sedimentos da Bacia Hidrográfica do Rio Beberibe que aporta na zona costeira norte da RMR. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: A compreensão do fenômeno de transporte de sedimentos é um fator importante para se mitigar o grande impacto sócio econômico que os danos por erosão associados com a sedimentação, reconhecido como problema, pode causar à natureza. A bacia do rio Beberibe, inserida na Região Metropolitana do Recife (RMR) e na zona da mata norte de Pernambuco, Brasil, é a menor bacia da Região Metropolitana do Recife, estando incluída no Grupo de Bacias de Pequenos Rios Litorâneos. Com área de 81,37 k m² e comprimento total de 31 km, seu trecho médio e baixo encontra-se em área urbana densamente povoada composta pela maior concentração de população de baixa renda da RMR onde se evidencia os menores índices de atendimento à infraestrutura. O seu trecho alto, local desta pesquisa, encontra-se em área marcada pela presença de 36 fontes do aquífero Beberibe dentro da APA BEBERIBE (Área de Proteção Ambiental Beberibe) criada em 2009, em decorrência do Zoneamento Ecológico Econômico Costeiro do Litoral Norte do Estado de Pernambuco. No presente trabalho foram realizadas cinco campanhas de medição, no período de Agosto de 2009 a Junho de 2010. A vazão líquida variou de 0,388 a 0,11 m³ s-¹ enquanto a descarga sólida em suspensão ficou de 15,38 a 6,98t dia-¹, e a de fundo do leito entre 9,58a 0,59 t dia-¹. A concentração de sedimentos em suspensão apresentou uma variação de 458,44 a 407,75 mg L- ¹, sendo que houve um pico de 734,85 mg L-¹ no dia 05/10/2010.A produção específica de sedimentos em suspensão foi de 82,56 t km-²dia-¹ e a de arrasto foi de 26,0t km-²dia-¹, conduzindo a uma produção de sedimentos em toda a bacia de 108,55t km-²dia-¹, que corresponde a 39.620,75 t km-²ano-¹. A curva chave de vazão foi obtida pelo método da regressão apresentando um fator de correlação R² = 0,9798, a curva de variação da velocidade média de escoamento em função da altura média de escoamento apresentou uma correlação de R² = 0,9172. A curva chave de concentração de sedimentos também não apresentou uma boa correlação com fator de R² = 0,3755
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5408
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Engenharia Mecânica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6457_1.pdf5.09 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.