Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5312
Título: Análise experimental de sistemas de refrigeração operando com R-290 e R-600a como fluidos refrigerantes alternativos
Autor(es): de Castro Silva, José
Palavras-chave: Refrigeração; R-290; R-600a; Refrigerantes naturais
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: de Castro Silva, José; Rosa Mendes Primo, Ana. Análise experimental de sistemas de refrigeração operando com R-290 e R-600a como fluidos refrigerantes alternativos. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: Os refrigerantes CFCs (clorofluorcarbonos) como o R-12, foram identificados como de alto poder destruidor da camada de ozônio que protege a superfície da terra, devido à presença de cloro em sua estrutura. Os HCFCs (hidroclorofluorcarbonos) como o R-22, por possuírem cloro em sua estrutura, também devem ser substituídos como fluidos refrigerantes. Na Europa, equipamentos novos não são produzidos com o HCFC-22, desde dezembro de 2003. Diante da necessidade de substituição desses gases nocivos ao planeta, os hidrocarbonetos (HC) apresentam-se como bons candidatos a fluidos refrigerantes alternativos, pela ausência de átomos de cloro em sua estrutura e por não destruírem a camada de ozônio. Esses fatos, aliados a um baixo potencial de causar aquecimento global, fazem dos hidrocarbonetos bons candidatos ao uso em sistemas de refrigeração. Como contribuição a esse tema, a presente dissertação analisa experimentalmente os sistemas de refrigeração por compressão a vapor de um bebedouro e de uma câmara frigorífica, representantes das classes de refrigeração doméstica e comercial, ambas de pequeno porte. Os sistemas estudados foram testados com os fluidos refrigerantes (hidrocarbonetos): propano (R-290),isobutano (R-600a) e uma mistura de ambos em substituição aos fluidos originais dos sistemas testados, o R-22 e o R-12. Todos os testes foram realizados em condições normais de operação. Os resultados experimentais indicam que a mistura propano e isobutano mostra-se como a melhor opção como fluido alternativo em sistemas de refrigeração de pequeno porte utilizadores do R-12 ou R-22. Em segundo lugar apresentou-se o R-600a. Na comparação individual, o R-600a mostrou-se como a melhor opção para sistemas de refrigeração de pequeno porte ao invés do R-290. Porém, para sistemas de médio porte originalmente projetados para R-22, o R-290 aparece como a melhor opção
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5312
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia Mecânica

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3821_1.pdf7,8 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.