Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5204
Título: Estimativa da evapotranspiração de referência em bacia experimental na Região Nordeste
Autor(es): Ravana Costa Moura, Ada
Palavras-chave: Balanço hídrico; Evapotranspiração; Lisimetria
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Ravana Costa Moura, Ada; Maria Gico Lima Montenegro, Suzana. Estimativa da evapotranspiração de referência em bacia experimental na Região Nordeste. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: O estudo da evapotranspiração é de grande importância para o planejamento agrícola, sendo cada vez maior a exigência de informações quantitativas sobre este componente do balanço hídrico, principalmente em regiões caracterizadas por marcantes variabilidades espacial e temporal da precipitação e pela escassez de reservas naturais de água, como nas áreas áridas e semi-áridas do Nordeste do Brasil. Considerando esta necessidade, o objetivo deste trabalho foi a estimativa da evapotranspiração de referência (ETo) através de métodos indiretos, em diferentes escalas de tempo, e de métodos diretos, através da construção de um lisímetro de drenagem. Os estudos foram desenvolvidos na bacia experimental do riacho Gameleira, localizada no município de Vitória de Santo Antão-PE, parte nordeste da Mesoregião Geográfica do Agreste do Estado de Pernambuco, aproximadamente na latitude 8º08' sul e longitude de 35º 31' a oeste de Greenwich. Esta microbacia está localizada na bacia hidrográfica do rio Capibaribe, que á sub-bacia do rio Tapacurá. A determinação da ETo pelos métodos indiretos foi feita através das equações baseadas na temperatura, na radiação solar e em modelagem estatística, que foram correlacionados com o método de Penman-Monteith, adotado como estimativa padrão. Quanto aos métodos baseados na temperatura, o de Hargreaves & Samani foi o que apresentou melhor desempenho em relação ao método de Penman-Monteith, seguido dos métodos de Blaney-Criddle, Camargo, Thornthwaite modificado e Thornthwaite. Dentre os métodos baseados na radiação solar, o melhor desempenho foi obtido através do método da Radiação Solar, seguido dos métodos de Makkink e Jensen-Haise. Diferentemente dos resultados anteriores, os métodos baseados em modelagem estatística não estimaram a ETo com boa precisão, resultando em baixos coeficientes de determinação e desempenho. Quanto à construção do lisímetro de drenagem foram obtidos 144 dias de dados, dos quais 58 foram marcados por precipitações de até 77 mm dia-1. A análise dos resultados, que foi baseada na resposta do lisímetro às condições que lhes foram impostas e no comportamento dos componentes do balanço hídrico que compõem o calculo da evapotranspiração através deste dispositivo, apontou que o lisímetro de drenagem instalado é sensível à períodos chuvosos, bem como aos dias em que a redistribuição interna da umidade do solo é relevante. Ficou evidenciada a grande relevância da redistribuição interna da umidade no interior do lisímetro, demonstrando que após períodos chuvosos a evapotranspiração para a ser influenciada principalmente pela umidade do solo
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5204
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia Civil

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2382_1.pdf1,85 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.