Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5064
Title: Avaliação da eficácia de barreiras sanitárias em sistemas para aproveitamento de águas de chuva no semi-árido pernambucano
Authors: Henrique Braga de Souza, Sérgio
Keywords: Cisternas; Modelos Piloto; Água de Chuva; Semi-árido
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Henrique Braga de Souza, Sérgio; Maria Gico Lima Montenegro, Suzana. Avaliação da eficácia de barreiras sanitárias em sistemas para aproveitamento de águas de chuva no semi-árido pernambucano. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: O uso de cisternas para abastecimento de água das famílias que moram em regiões de escassez de recursos hídricos constitui uma importante forma alternativa para os moradores dessas localidades, uma vez que se trata de um sistema de captação e armazenamento eficiente que emprega dispositivos simples e de custo acessível. Existindo um regime de chuvas que possibilita o armazenamento dos recursos hídricos em quantidade suficiente para a demanda local de água, pode-se considerar que os problemas observados no uso de cisternas, como fonte de abastecimento alternativo de água, referem-se principalmente à qualidade da água, que geralmente encontra-se fora dos padrões de potabilidade. O presente trabalho dedica-se à proposição de um sistema de captação e armazenamento de águas de chuva a ser empregado na investigação sobre a eficiência das barreiras sanitárias instaladas com a finalidade de manter a qualidade da água armazenada no sistema dentro dos padrões de potabilidade. Para isso foram escolhidas uma escola rural e uma vila da casas conjugadas, ambos no município de Pesqueira, semi-árido de Pernambuco, e instalados dois sistemas para aproveitamento de águas de chuva, dotados de barreiras sanitárias para a melhoria da qualidade da água nas cisternas. Dentre as barreiras sanitárias, foram instalados dois dispositivos de descarte automático das primeiras águas de cada chuva. Um dos dispositivos foi construído usando-se o princípio do fecho hídrico e o outro, o princípio dos vasos comunicantes. Para a investigação, foi realizada uma simulação de chuvas onde foram coletadas amostras em diversos pontos do sistema para verificação da eficácia das barreiras sanitárias com relação aos parâmetros físico-químicos e bacteriológicos de qualidade da água. Os resultados indicaram que a água das cisternas permaneceu dentro dos padrões de potabilidade exigidos pela portaria 518/04 do Ministério da Saúde. O dispositivo de descarte automático das primeiras águas fundamentado no princípio do fecho hídrico se mostrou mais eficiente que o foi fundamentado no princípio dos vasos comunicantes, porém ambos foram eficazes em melhorar a qualidade da água destinada ao armazenamento (interior da cisterna)
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5064
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo2228_1.pdf1.75 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.