Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/454
Title: O Desempenho de profissionais de consultoria organizacional e a relação com a intensidade de uso da tecnologia da informação e da comunicação
Authors: LIMA, Dilma Barbosa
Keywords: TIC; Desempenho; Digital; Geração; Hipercultura; Consultoria
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Barbosa Lima, Dilma; Campello de Souza, Bruno. O Desempenho de profissionais de consultoria organizacional e a relação com a intensidade de uso da tecnologia da informação e da comunicação. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: O objetivo deste estudo foi o de aprofundar o conhecimento sobre a possível relação entre o uso de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) por Consultores Organizacionais e os diversos aspectos que afetam a sua dinâmica profissional. O ponto de partida para este estudo foi a literatura norte-americana, que destaca uma preocupação crescente das organizações com a nova geração de trabalhadores que, acostumada à ambientes interativos, com a liberdade de criar o seu próprio conhecimento, ao chegar ao mercado se depara com organizações fortemente hierarquizadas, desencadeando os chamados conflitos de gerações. Esses conflitos têm preocupado os dirigentes e levado as organizações a promoverem ações no campo da diversidade. A relevância de estudar esse fenômeno está no fato de estar chegando ao mercado de trabalho brasileiro uma geração de profissionais com características semelhantes às estudadas nos Estados Unidos. Estudos nacionais apontam o surgimento de uma Hipercultura, como decorrência do longo processo de transformação que a sociedade, a economia, o mercado de trabalho e o ambiente organizacional têm vivenciando por impulso da revolução tecnológica. Diante disso, aprofundar a compreensão da Hipercultura pode contribuir para com a administração, enquanto ciência e auxiliar os Consultores Organizacionais a considerá-la em suas atuações nas organizações. O público estudado foram os próprios consultores organizacionais por reunir duas características importantes para a Hipercultura: a primeira é a de que a Consultoria Organizacional é considerada uma atividade de forte interação social; e, a segunda razão é a de que o estudo exigia uma amostra, cuja população apresentasse uma alta possibilidade de reunir profissionais com diversos níveis de exposição às TICs. Esta diversidade no nível de exposição às TICs apresentada pelos consultores pode ser explicada pelo fato dos computadores pessoais terem chegado ao Brasil em meados dos anos 80, com os preços elevados, atingindo principalmente as classes de renda mais alta. E, como o mercado de Consultoria Organizacional é um campo de atuação que normalmente exige alto nível de instrução, e nível de instrução, no Brasil tem elevada correlação nível de renda, os consultores organizacionais apresentam alta probabilidade de terem sido expostos a equipamentos digitais antes de chegarem ao mercado de trabalho. A amostra foi composta por 157 consultores em âmbito nacional. Os resultados apontaram indícios de características Hiperculturais nos consultores e muitas destas características influenciaram o desempenho profissional do consultor. O grande achado hipercultural foi a contribuição positiva que o uso intenso e diversificado de software apresentou sobre o desempenho do consultor e a contribuição negativa encontrada no uso de hardware. A metodologia utilizada foi quantitativa
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/454
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1021_1.pdf1.97 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.