Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4107
Title: Para além da paisagem: o Estado de Alagoas nas representações sociais e na prática pedagógica dos professores de 1ª a 4ª séries da escola pública
Authors: Maria de Almeida, Leda
Keywords: Representações Sociais;Prática Pedagógica;Estado de Alagoas;Identidade Cultural
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Maria de Almeida, Leda; Cristina Loureiro Alves Jurema, Ana. Para além da paisagem: o Estado de Alagoas nas representações sociais e na prática pedagógica dos professores de 1ª a 4ª séries da escola pública. 2007. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Esta pesquisa, realizada no período de 2003 a 2007, tem como objeto de estudo as representações sociais dos professores de 1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental da escola pública de Maceió sobre o Estado de Alagoas. O objetivo é compreender como se constroem essas representações e qual sua relação com as práticas pedagógicas dessas professoras. O estudo tem como referencial a Teoria das Representações Sociais inaugurada por Serge Moscovici e a perspectiva pedagógica de Paulo Freire e Giroux. Utiliza técnicas de coleta de dados quantitativas e qualitativas (Teste de Associação Livre de palavras (TALP), observação e entrevistas semi-estruturadas). A amostra do TALP é constituída de 90 sujeitos, dos quais 10 são entrevistados e identificados com nomes de pedras preciosas ou semipreciosas em alusão à metáfora do processo de exploração de minérios que utilizo para representar as etapas do processo de pesquisa. O campo de pesquisa é uma escola de Ensino Fundamental da cidade de Maceió. Os discursos dos professores acerca de Alagoas e de sua prática pedagógica são interpretados conforme a análise de conteúdo de Laurence Bardin. Os dados revelam que o Estado de Alagoas é representado pelas professoras como espaço físico-geográfico privilegiado pelas belezas naturais, contudo de deplorável condição humana. Identifica ainda que, na prática de ensino, Alagoas afirma-se pela ausência. Em suma, o estudo revela que as representações dos professores sobre Alagoas oscilam entre a depreciação e o ufanismo e que a prática pedagógica se constitui numa ação na qual o lugar socio-histórico dos estudantes não é abordado criticamente enquanto espaço de construção de identidades culturais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4107
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5458_1.pdf814.87 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.