Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4034
Título: A formação do professor de matemática : um estudo das representações sociais
Autor(es): Dias da Silva, Rejane
Palavras-chave: Formação inicial de professores;Representação social;Ensino da Matemática;Licenciatura em Matemática
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Dias da Silva, Rejane; Martins de Araújo, Clarissa. A formação do professor de matemática : um estudo das representações sociais. 2008. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: Nosso objetivo com esta pesquisa é compreender a formação do professor de Matemática mediante a análise das representações sociais dos alunos e professores do curso de Licenciatura da referida disciplina sobre o processo de formação inicial. Para isso, tomamos, como referências de análises, a formação inicial do professor de Matemática e os saberes docentes que têm servido de referência para fundamentá-la, além da Teoria das Representações Sociais. Utilizamos uma metodologia plurimetodológica, ou seja, lançamos mão de vários recursos para coleta e análise dos dados, o que se desenvolveu em três etapas. Na primeira, empreendemos o estudo quantitativo com a finalidade de identificar o perfil do curso de Licenciatura em Matemática no estado de Pernambuco. Na segunda, procuramos identificar o campo semântico das representações sociais dos alunos e dos professores, bem como tentamos aproximar os elementos que constituíam o núcleo central dessas representações; para isso, aplicamos, em toda amostra, os questionários de associação livre e associação dirigida. Na terceira etapa, realizamos, com uma representação da amostra, entrevistas semi-estruturadas, no sentido de analisarmos a organização do discurso dos sujeitos sobre o objeto investigado. Realizamos a pesquisa em seis instituições que oferecem o referido curso, das quais participaram da pesquisa 557 sujeitos 482 alunos e 75 professores. Os resultados do estudo revelaram que as representações sobre a formação circulam em torno das categorias das dimensões cognitiva, pedagógica, socioafetiva e profissional, mas predominou a categoria da dimensão cognitiva nos dois grupos de sujeitos investigados. Constatamos também que a categoria socioafetiva contribuiu com significativa influência nas representações dos alunos, enquanto a pedagógica esteve presente, de modo efetivo, nas dos professores. A categoria profissional apresentou contribuição insignificante no campo das representações dos sujeitos e não se fez presente nos elementos constituintes da estrutura interna dessas representações. O núcleo central de tais representações se organiza em torno da dimensão cognitiva, apontando que a ênfase da formação se dá em torno do saber disciplinar
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4034
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3617_1.pdf8,64 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.