Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3491
Título: Modelagem de dados espaciais, no padrão OMT-G, para cartas de sensibilidade ambiental ao óleo
Autor(es): VALDEVINO, Diego da Silva
Palavras-chave: Cartas SAO;OMT-G;Modelagem de dados espaciais;SIG
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: da Silva Valdevino, Diego; Antunes Correia Marques de Sá, Lucilene. Modelagem de dados espaciais, no padrão OMT-G, para cartas de sensibilidade ambiental ao óleo. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas e Tecnologia da Geoinformação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: As Cartas de Sensibilidade Ambiental ao Óleo Cartas SAO, são instrumentos fundamentais no planejamento estratégico para os casos de derramamento de derivados de petróleo. Nestas cartas são representados os principais elementos que compõe a costa de determinada região, podendo estes elementos ser os recursos biológicos, socioeconômicos ou ainda mapeando e classificando a linha de costa de acordo com um índice de sensibilidade. Com o advento das obras para criação da refinaria Abreu e Lima, no porto de Suape - PE, em 2008, foi estabelecido um convênio entre o departamento de Engenharia Cartográfica e o departamento de Oceanografia da UFPE para geração de cartas SAO para o litoral do Estado. Estas cartas fazem parte dos planos obrigatórios estabelecidos pelo Ministério do Meio Ambiente para construções que representam risco de derramamento de óleo. Para a construção destas cartas, foi elaborado um modelo de dados espaciais em OMT-G, o mesmo tipo de modelo utilizado pela CONCAR Comissão Nacional de Cartografia para a INDE Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais. A necessidade de criação deste modelo se deu pela falta do mesmo dentro do manual de normas técnicas para elaboração de cartas SAO, publicado em 2004 pelo MMA. Todas as etapas para criação de uma base de dados espaciais foram utilizadas, sendo necessário um estudo de como integrar bases de dados de fontes distintas. Como resultados, obteve-se o modelo de dados espaciais para cartas SAO. Outro produto deste trabalho é um SIG voltado para cartas SAO, que integra diversas bases de dados sobre o litoral de Pernambuco. Constata-se neste trabalho a necessidade de criação de um modelo de dados para as cartas SAO, pois já é comprovado que a adoção de modelos de dados como direcionadores de esforço é uma prática que poupa tempo com discussões, eliminando erros e excessos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3491
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo544_1.pdf5,88 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.