Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3404
Title: Palanque eletrônico : o horário gratuito da propaganda eleitoral e os gêneros do telejornalismo
Authors: OLIVEIRA, Sheila Borges de
Keywords: Jornalismo; Telejornalismo
Issue Date: 2005
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Borges de Oliveira, Sheila; Eurico Vizeu Pereira Junior, Alfredo. Palanque eletrônico : o horário gratuito da propaganda eleitoral e os gêneros do telejornalismo. 2005. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Abstract: As campanhas eleitorais midiatizadas têm proporcionado à maioria das pessoas uma espécie de inclusão no campo da política porque dão mais visibilidade aos fatos político-partidários. A principal hipótese que motivou nosso estudo é que os campos da política e do jornalismo entrecruzaram-se nos programas do horário gratuito da propaganda eleitoral (HGPE) do governador Jarbas Vasconcelos em 2002, influenciando na mudança de formato desse gênero televisivo, que antes era ancorado na publicidade e propaganda. A propaganda política do candidato à reeleição adotou os rituais do telejornalismo, incorporando estratégias que já começavam a ser percebidas no HGPE da campanha presidencial de 1998, mas que só foram utilizadas em Pernambuco a partir daquele ano. Naquela eleição, nove candidatos disputaram o Governo do Estado, mas nossa discussão se detém na análise dos programas produzidos pelas equipes dos dois principais postulantes ao cargo: o governador Jarbas Vasconcelos e Humberto Costa, que lideraram as pesquisas de opinião durante toda a campanha. Nesta análise, vamos comparar os formatos adotados pelos programas políticos de Jarbas aos dos telejornais transmitidos pelas emissoras comerciais, que serviram de referência e padrão para este trabalho. Em relação ao HGPE de Humberto Costa, procuramos mostrar que o candidato do PT também tentou incorporar valores do jornalismo, mas na maioria dos programas continuou adotando a linguagem tradicional da propaganda política, priorizando aspectos convencionais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3404
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Comunicação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4631_1.pdf2.86 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.