Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3325
Título: A linguagem do vestuário, expressão de culturas : um estudo da produção do estilista Eduardo Ferreira
Autor(es): Pereira dos Santos, Geni
Palavras-chave: Vestuário;Manguebeat;Movimento Mangue
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Pereira dos Santos, Geni; Maria Bezerra da Silva, Nerivanha. A linguagem do vestuário, expressão de culturas : um estudo da produção do estilista Eduardo Ferreira. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: Na década de 1990, em Recife, a efervescência cultural e artística que desencadeou um repertório híbrido de linguagens locais e globais, ficou conhecida como Movimento Mangue ou Manguebeat. Como reflexo imediato do Movimento, proliferaram as divulgações de inúmeros ícones da cultura local que se tornaram suas referências simbólicas. A linguagem estética produzida refletiu-se numa tendência de uso e apropriação desses ícones em diversas áreas como nas artes plásticas, na música, na dança, no teatro, entre outras áreas produtivas. Na área de vestuários, a nova estética contribuiu como fonte de inspiração para a criação do estilista Eduardo Ferreira. É com o olhar voltado para a construção de sentidos e de significados em torno da diversidade cultural nos lugares de mediações, que este estudo busca compreender como o estilista sugeriu a renovação da identidade do vestir através da tradução dos ícones da cultura e do contexto social para a produção da linguagem dos vestuários
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3325
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Comunicação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo4575_1.pdf1,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.