Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3299
Título: Quem é? O jogo e a arte como prática educativa em um sistema de atividade
Autor(es): Padilha Cardoso, Luciana
Palavras-chave: Teoria da Atividade;Artefatos Educacionais;Arte;Jogos
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Padilha Cardoso, Luciana; Romero Botelho Barreto Campello, Silvio. Quem é? O jogo e a arte como prática educativa em um sistema de atividade. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Design, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: Esta pesquisa investiga as contribuições no processo de ensino/aprendizagem dos jogos, considerados em seu papel de mediadores do ensino da Arte. Apresenta considerações teóricas sobre a importância do jogo e da arte na educação a partir das discussões de Ana Mae Barbosa sobre John Dewey e Elliot Eisner, assim como, da Teoria da Atividade desenvolvida por Alexei N. Leontiev para avaliar os subsídios pelos quais os jogos educativos podem nos servir no processo de ensino/aprendizagem da Arte. Argumenta-se que, apesar das novas possibilidades apresentadas às atividades educacionais tais como a utilização de tecnologias da informação e comunicação (TIC), percebe-se que os jogos educativos voltados para o ensino da Arte ainda são poucos explorados. Nesta perspectiva, o jogo se apresenta como uma possibilidade de potencializar significativamente o processo de ensino/aprendizagem em relação aos conteúdos de Arte, buscando uma proposta de trabalho mais atraente e prazerosa que desperte, simultaneamente, o interesse e o raciocínio dos usuários. Visando aprofundar o que acima foi formulado, a metodologia deste trabalho parte das informações colhidas nos experimentos do protótipo denominado Quem é?, jogo elaborado a partir de um recorte das obras de arte do Acervo do Centro Cultural Benfica, instituição vinculada ao Departamento de Extensão Cultural - PROEXT da Universidade Federal de Pernambuco UFPE. Os resultados partem das análises e discussões a partir do modelo teórico elaborado por Randy Garrisson, Terry Anderson e Walter Archer, demonstrando que a atividade jogar, pode ser entendida como um conjunto de ações dedicadas a criar oportunidades de aprendizagem em um ambiente que promove a interação social entre os indivíduos presentes, onde o artefato educacional, neste caso o jogo Quem é?, se apresenta como ferramenta de uma prática educativa que contribui no processo de aprendizagem na área da Arte/Educação
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3299
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Design

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo24_1.pdf3,77 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.