Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3111
Título: O popular e o não-popular na imprensa feminina:aproximações e dispersões no estilo e no discursodas revistas AnaMaria e Claudia
Autor(es): Verônica Bauchwitz, Nahara
Palavras-chave: Imprensa feminina;Revistas populares;Discurso feminino
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Verônica Bauchwitz, Nahara; Maria de Azevedo Mello Gomes, Isaltina. O popular e o não-popular na imprensa feminina:aproximações e dispersões no estilo e no discursodas revistas AnaMaria e Claudia. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: Esta dissertação se propõe a estudar semelhanças e diferenças entre as revistas AnaMaria e Claudia, que se destinam a públicos femininos de classe C e de classe A, respectivamente. O corpus deste estudo é formado por oito edições da revista AnaMaria e quatro edições da revista Claudia, publicadas de fevereiro a maio de 2007. Tomando por base a concepção bakhtiniana de que os gêneros são caracterizados por estilos, temas e formas, traçamos comparações entre as estratégias lingüístico-discursivas das publicações em análise. Na pesquisa, também trabalhamos com o conceito de formação discursiva, da primeira época de Pêcheux, fortemente associado à questão de luta de classes. Observamos que os grupos sociais em que estão inseridas não restringem os interesses das leitoras. Temas como sexualidade, beleza, moda, casamento, educação dos filhos, entre vários outros atraem o público, independentemente da classe social da mulher. O conceito de heterogeneidade discursiva complementou este estudo, fundamentando a idéia de que as duas publicações são povoadas por discursos recorrentes, especialmente no que se refere aos universos da beleza, da moda e do sexo. Verificamos que as duas revistas são atravessadas por discursos que materializam as ideologias dominantes sobre o papel da mulher na sociedade. Prevalece a concepção de que a mulher deve ser boa mãe, esposa dedicada, profissional atuante e dona de casa prendada, sem jamais descuidar da aparência, um dos principais apelos das revistas femininas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/3111
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Comunicação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo1904_1.pdf1,65 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.