Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2612
Title: Um modelo integrado para construção de jogos de computador aplicado à capacitação em gestão de projetos
Authors: Santiago Guedes, Marcelo
Keywords: Gerenciamento de projetos;Engenharia de software;Simuladores;Dinâmica de sistemas;Jogos educacionais
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Santiago Guedes, Marcelo; Perrelli de Moura, Hermano. Um modelo integrado para construção de jogos de computador aplicado à capacitação em gestão de projetos. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Abstract: Projetos de software são caracterizados como não triviais, visto que são fortemente baseados em conhecimento e na experiência de seus atores, em particular do gerente de projetos. Este contexto faz com que seja necessário não apenas conhecimento mas, principalmente, habilidades e atitudes. No entanto, o ganho de experiência tende a ser moroso e de alto custo, dado que se baseia na vivência de projetos reais, com recursos e custos reais. O uso de ambientes de simulação e jogos permite uma experimentação do processo de gerenciamento de projetos a um menor custo. A dinâmica de sistemas vem sendo utilizada para criar modelos de simulação de gerenciamento de projetos de software, pois permite a modelagem de sistemas complexos e dinâmicos, sendo inclusive utilizada para a criação de jogos de simulação. Para o processo de capacitação é fundamental que os alunos tenham uma sensação maior de proximidade com a realidade, quando do uso de ambientes simulados, pois a isto está relacionada a qualidade de suas decisões. Os jogos baseados em simulação fornecem uma aproximação nesse sentido, pois há interatividade, objetivo e desafio. No entanto, ao analisar jogos de entretenimento observa-se uma clara discrepância no sentido de imersão e comprometimento que o jogador possa ter com as decisões tomadas e seu efeito. Criar características nestes ambientes de simulação para que estes sejam capazes de apresentar maior sensação de realidade é, portanto, fundamental para o sucesso no uso destes jogos no processo de capacitação. Neste sentido, a utilização de atores sintéticos pode trazer um pouco desta aproximação. Este trabalho define uma arquitetura híbrida para o jogo Virtual Team que permita a utilização do ambiente de simulação da dinâmica de sistemas e de atores sintéticos, bem como a troca de informações entre estes ambientes. Ainda com o objetivo de aumentar a imersibilidade, este trabalho apresenta um modelo de gerência de projetos e de engenharia de software mais próximo da realidade dos projetos de desenvolvimento de software, e capaz de ser modelado e simulado no ambiente de simulação do Virtual Team
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2612
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciência da Computação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5427_1.pdf4.48 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.