Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2502
Título: Um estudo comparativo de técnicas conexionistas na implementação de um sistema de reconhecimento de padrões para um nariz artificial
Autor(es): ALMEIDA, Marcelo Barbosa de
Palavras-chave: Redes Neurais Artificiais; Nariz Artificial; Reconhecimento de Padrões
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Barbosa de Almeida, Marcelo; Carlos Pereira de Souto, Marcilio. Um estudo comparativo de técnicas conexionistas na implementação de um sistema de reconhecimento de padrões para um nariz artificial. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: O principal objetivo desta dissertação é fazer um estudo sistemático sobre os diversos tipos de redes neurais artificiais (e seus respectivos algoritmos de aprendizagem) que vêm sendo utilizados na implementação do sistema de reconhecimento de padrões do nariz artificial proposto em [Santos, 2000], apontando suas vantagens e desvantagens. Os modelos analisados são as Multi-layer Perceptrons (MLPs) com o backpropagation, Levenberg-Marquardt e tabu search, e as redes de funções de base radiais (Redes RBF). Também serão investigadas as MLPs com o Resilient backpropagation (Rprop). O algoritmo Rprop foi escolhido por duas razões principais: em geral ele possui um tempo de convergência inferior ao tradicional backpropagation, e até o momento não existe na literatura nenhum trabalho que aplique este algoritmo (junto com as MLPs) como parte do sistema de reconhecimento de padrões do nariz artificial estudado. Para cada modelo de arquitetura (por exemplo, MLP) e algoritmo de treinamento (por exemplo, backpropagation) três topologias diferentes serão investigadas. Para cada uma destas topologias serão feitas trinta inicializações de pesos diferentes (aleatórias), em que cada uma destas inicializações será executada com cada uma das três diferentes partições do conjunto de dados. A partir disto, os resultados obtidos serão analisados através de testes estatísticos (teste de hipóteses). Isto tudo contrasta com os trabalhos anteriores, os quais usavam apenas uma partição dos dados, somente dez execuções para cada topologia, e nenhum teste estatístico era feito
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2502
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciência da Computação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo4731_1.pdf605,07 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.