Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2484
Title: Esher: uma arquitetura de qualidade de servico para tratar a percepcao do usuario
Authors: Maria Fernandes Araújo Ribeiro, Cláudia
Keywords: Provedor; Limitações técnicas
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Maria Fernandes Araújo Ribeiro, Cláudia; Roberto Freire Cunha, Paulo. Esher: uma arquitetura de qualidade de servico para tratar a percepcao do usuario. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: A personalização é uma forte tendência na prestação de serviços em geral. No contexto da comunicação de dados, porém, a oferta de serviços continua centrada no provedor e em limitações técnicas existentes, em detrimento das necessidades reais dos usuários. Neste cenário, a Internet tem um papel fundamental. A rápida disseminação do seu uso tornou este ambiente o preferido dos desenvolvedores de aplicações, e as abordagens de qualidade de serviço (QoS) propostas na última década pretendem transformá-la em um ambiente mais adequado às exigências de qualidade dessas novas aplicações. As atividades de pesquisa em QoS, no entanto, têm se concentrado em questões relacionadas a mecanismos no nível de comunicação. Em aplicações multimídia distribuídas, considerar QoS somente neste nível não é suficiente, pois os usuários podem perceber mudanças no nível de qualidade fornecido. Embora a percepção de qualidade do usuário envolva aspectos subjetivos, existem fortes razões para tratá-los. Como os recursos são escassos, em particular na Internet, a alocação de recursos baseada na qualidade percebida pelo usuário, propicia um gerenciamento de recursos mais eficiente. Além disso, a qualidade percebida por um indivíduo possibilita a escolha de uma relação custo/benefício que lhe seja mais adequada. Apesar da influência de parâmetros de QoS, tais como atraso e perda de pacotes, sobre o desempenho de aplicações multimídia e sobre a qualidade percebida ter sido amplamente investigada, ainda existem lacunas no tratamento da percepção de qualidade do usuário. Usuários típicos de aplicações na Internet não sabem definir seus requisitos de qualidade de forma quantitativa, pois não fazem idéia de como os serviços são implementados. Por outro lado, parâmetros técnicos que caracterizam o tráfego gerado pelas aplicações precisam ser definidos para que os serviços sejam implementados satisfatoriamente. A efetiva oferta de serviços personalizados com garantias de QoS na Internet, portanto, depende também da solução de dois problemas que não foram tratados adequadamente: a captura de requisitos de alto nível que representam a qualidade requerida pelo usuário e o mapeamento destes requisitos em parâmetros concretos de QoS. Esta tese de doutorado está dedicada ao tratamento destes problemas. Para tal, foi concebido um modelo conceitual de percepção que permite flexibilidade e precisão na captura dos requisitos do usuário. Uma arquitetura formal, denominada ESCHER, baseada no modelo proposto também foi concebida e tem como objetivo principal o tratamento explícito da percepção de qualidade do usuário. As atividades desempenhadas pelos componentes desta arquitetura estão agrupadas em duas fases importantes de modelos de serviços: negociação e monitoramento
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2484
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciência da Computação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4678_1.pdf1.21 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.