Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2476
Título: Modelagem de Negócio na Prática: Um Método para Suportar a Compreensão e Comunicação das Necessidades dos Negócios
Autor(es): MONTEIRO, Ana Alice do Nascimento Spreafico
Palavras-chave: Sistemas de informação; Suporte à informação
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Alice do Nascimento Spreafico Monteiro, Ana; Marcos Lins de Vasconcelos, Alexandre. Modelagem de Negócio na Prática: Um Método para Suportar a Compreensão e Comunicação das Necessidades dos Negócios . 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: Sistemas de informação e suporte à informação têm se tornado parte integrante das operações de negócio, pois tais sistemas podem criar novas oportunidades para as organizações, e tornar mais sólida sua margem de competitividade no mercado. A qualidade dos produtos e o prazo de entrega têm adquirido importância fundamental, no sentido de agregar valor às necessidades dos clientes. Isso exerce uma forte influência nas funcionalidades e flexibilidade dos sistemas de informação em atender as mudanças e possibilitar aderência às reais necessidades dos negócios. Modelos de negócio são abstrações de como os negócios funcionam. Eles detalham diferentes perspectivas e pontos de vista dos objetivos e visões dos negócios, incluindo elementos que estão atuando em harmonia com os negócios. Modelagem do domínio do negócio auxilia a explorar o entendimento do negócio e promove um significado para representar e capturar os objetivos, causas, oportunidades, processos e operações sem considerar as limitações e terminologias da Tecnologia da Informação, apoiando a comunicação e minimizando as discrepâncias existentes entre a visão dos desenvolvedores de sistemas e a real necessidade do negócio, vista pela ótica dos stakeholders. Diversas pesquisas têm investigado o esforço empreendido no desenvolvimento de sistemas de informação que muitas vezes não alcançam aderência e suporte adequado ao negócio. O entendimento de um domínio específico de uma aplicação e suas atividades, quando da formulação dos requisitos do sistema de informação, tem sido um problema essencial na engenharia de requisitos, visto que, idealmente, a especificação dos requisitos funciona como um elo de ligação e como uma base contratual entre stakeholders e desenvolvedores de uma aplicação de software. A principal contribuição dessa pesquisa é o processo BMW. Um fluxo de processo para desenvolvimento da atividade de modelagem de negócio. O BMW pretende fundamentar a definição de quem, como, o que, e quando realizar ações para promover e impulsionar a comunicação e entendimento entre os desenvolvedores de software e os gerentes de negócio, através da discussão para a elaboração dos modelos do negócio, que auxilia o entendimento das razões, objetivos, conceitos, processos e requisitos do negócio apoiando a fase de engenharia de requisitos. A fim de validar o processo proposto, são apresentados experimentos, realizados numa organização que utilizou o processo BMW para apoiar na identificação do escopo de projetos de software
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2476
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciência da Computação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo4650_1.pdf1,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.