Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2388
Título: Expressividade musical na bossa nova: análise e síntese de microandamento e microdinâmica
Autor(es): Freire de Oliveira Holanda, Raphael
Palavras-chave: Computação musical;Expressividade musical;Microandamento;Microdinâmica
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Freire de Oliveira Holanda, Raphael; Lisboa Ramalho, Geber. Expressividade musical na bossa nova: análise e síntese de microandamento e microdinâmica. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: A execução de uma canção da forma extremamente precisa, em termos de início e duração das notas, tal como elas apareceriam em uma partitura, soa normalmente mecânico e artificial aos ouvidos de um músico com um mínimo de experiência. A expressividade musical se traduz em modificações feitas pelo músico ao interpretar uma partitura ou canção. Dentre estas modificações, encontram-se: (a) o microandamento, minúsculas variações de andamento e (b) a microdinâmica, minúsculas variações na intensidade das notas. Diante da dificuldade de se medir, com o ouvido humano, estas minúsculas variações, e também de se analisar um grande corpus musical manualmente, as pesquisas na área de expressividade musical podem se beneficiar grandemente do uso da computação. O objetivo geral deste trabalho é contribuir com o estudo da expressividade do violão brasileiro, fazendo uma análise minuciosa de duas das principais dimensões da expressividade musical o microandamento e a microdinâmica no âmbito da bossa nova, assim como produzir uma ferramenta capaz de dar expressividade às interpretações feitas pelo computador, de canções de bossa nova. Para tanto, serão apresentadas novas análises em relação aos trabalhos anteriores que buscaram estudar o microandamento e a microdinâmica na bossa nova, fazendo uso de técnicas de clustering (agrupamento), além de correções desses mesmos trabalhos que permitiram gerar novos dados e algumas novas conclusões acerca da expressividade musical na bossa nova, nas duas dimensões supracitadas. Por fim, será mostrada a ferramenta desenvolvida para geração de desvios de tempo e variação de intensidade com base nas análises realizadas, a qual foi chamada de SEMPT (Synthetic Expressive Music Performance Tool), que permitiu realizar experimentos com músicos para avaliar a percepção do microandamento e da microdinâmica, quando são contrapostos pares contendo um trecho de canção sem expressividade e outro trecho semelhante com adição dos valores de microandamento e/ou microdinâmica
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/2388
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciência da Computação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3215_1.pdf3,54 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.