Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17912
Title: Aplicação da neuroergonomia, rastreamento ocular e termografia por infravermelho na avaliação de produto de consumo: um estudo de usabilidade
Authors: BARROS, Rafaela Queiroz de
Keywords: ergonomia;usabilidade;neuroergonomia;EEG;rastreamento ocular;termografia digital;ergonomics;usability;neuroergonomics;EEG;eye tracking;thermography
Issue Date: 29-Jan-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: A embalagem é a interface mais utilizada no cotidiano das pessoas. No entanto, muitas delas apresentam problemas de usabilidade e segurança fazendo com que o seu design proporcione ao usuário falta de segurança, conforto, eficiência e satisfação estética. Particularmente, a dificuldade na abertura da embalagem pode provocar desperdício e até a inutilização do produto. Os estudos relacionados a mensuração da satisfação do usuário de embalagens PET de refrigerante ainda são escassos, principalmente quando relacionados ao desempenho real do usuário no momento da abertura das tampas roscadas. Embora existam técnicas de usabilidade que avaliam a experiência do usuário através do processo de concepção e avaliação de produtos de consumo, nem sempre o pesquisador tem o conhecimento de fato se a experiência relatada pelo usuário no momento da pesquisa condiz plenamente com a experiência real sentida pelo usuário. Este estudo realizou uma avaliação de usabilidade de uma amostra de usuários durante a manipulação manual de embalagens PET de refrigerante através da comparação entre a experiência relatada pelo usuário e a experiência real sentida mensuradas através das técnicas de análise de usabilidade, rastreamento ocular, eletroencefalografia e termografia. No estudo de usabilidade foi solicitado aos voluntários que abrissem duas garrafas PET de refrigerantes e preenchessem um questionário de avaliação de usabilidade para relatar o nível de satisfação no manuseio do produto. Este experimento obteve a experiência relatada pelos usuários a ser comparada com as demais ferramentas que visavam obter a experiência sentida pelos usuários. O rastreamento ocular objetivou analisar o foco de atenção visual dos voluntários para identificar qual seria a sua embalagem preferida numa amostra de duas garrafas PET e se este resultado seria compatível com os obtidos nos demais experimentos. Com o auxílio da Neuroergonomia, a ferramenta de EEG foi aplicada no estudo das atividades elétricas do cérebro dos voluntários durante o tempo da apresentação das garrafas PET associada ao comando de fixar o olhar para a garrafa que o voluntário gostou e não gostou. Foi utilizado o software sLORETA para a análise dos dados. A termografia objetivou a captação de imagens de calor irradiado de partes do corpo dos voluntários para associá- las a eventuais excitações emocionais durante o manuseio do produto. Os resultados demonstraram que da mesma forma que é possível analisar a experiência relatada pelos usuários através da usabilidade, é possível analisar a experiência sentida através das técnicas de rastreamento ocular, EEG e termografia. Também foir comprovado que estas ferramentas demonstraram ser eficazes para mensurar a satisfação (experiência sentida) dos usuários no manuseio de produtos de consumo.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17912
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Design

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Rafaela Queiroz 01.06.16.docx..pdf37.88 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons