Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17502
Title: Atividade física voluntária materna altera os padrões de locomoção de ratos no campo aberto durante o desenvolvimento
Authors: LIRA, Allan de Oliveira
Keywords: Locomoção. Atividade física. Plasticidade. Gestação. Prole; Locomotion. Physical activity. Plasticity. Pregnancy. Offspring
Issue Date: 2-Mar-2016
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos da atividade física voluntária materna sobre os parâmetros de atividade locomotora da prole. Ratas Wistar realizaram atividade física voluntária (AFV) 30 dias antes (adaptação) e durante a gestação até o 15° dia de lactação. De acordo com o nível de AFV antes da gestação, as ratas foram classificadas em inativas (I) e muito ativas (MA). Houve também um grupo controle (C) que permaneceu em gaiolas padrão de laboratório durante o experimento. Durante todo o experimento, o peso corporal, consumo alimentar e a glicemia de jejum (durante a gestação) foram registrados. Aos 23, 45 e 60 dias, os filhotes machos provenientes de mães dos grupos MA, I e C tiveram livre acesso, por cinco minutos, a um campo aberto de 1m de diâmetro enquanto eram filmados por uma câmera com luz infravermelha. Foram avaliados os parâmetros: distância percorrida (DP, em m), deslocamento rotacional (DR, em m), velocidade média (VM, em m/s), potência média (PM, em mW), energia total (ET, em kcal), tempo de imobilidade (TI, em s), número de parada (NP), relação TI/NP (em s) e tempo de permanência nas áreas (em s) do campo aberto. Ratas MA apresentaram maior peso corporal e consumo alimentar durante a adaptação quando comparadas as ratas C. Filhotes de todos os grupos diminuíram a distância percorrida ao decorrer da idade, com exceção dos filhotes de ratas MA. O deslocamento rotacional foi progressivamente aumentando em todos os grupos com o passar da idade. Aos 60 dias, filhotes de mães MA tiveram maior velocidade média e potência média que os ratos de mães C. A permanência nas áreas periféricas do campo aberto também foi mais pronunciada em filhotes de mães MA. Em conclusão, a atividade física materna possivelmente influencia a atividade locomotora dos filhotes por aumentar a distância percorrida, potência e velocidade média, redução do tempo imóvel e por gastar mais tempo nas áreas periféricas do campo aberto. Esses efeitos são importantes para a aquisição de habilidades motoras durante o desenvolvimento.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17502
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Neuropsiquiatria e Ciência do Comportamento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO Allan de Oliveira Lira 2016.pdf1.88 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons