Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1736
Title: Avaliações eletroquímicas das lectinas de cratylia mollis mart. (feijão camaratu) e de bauhinia monandra kurz. (pata-de-vaca)
Authors: Rodrigues de Souza, Sandra
Keywords: Bauhinia monandra;Cratylia mollis;Eletroquímica;Lectina imobilizada;Lectina;Potencial eletroquímico;sistema amperométrico
Issue Date: 2002
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Rodrigues de Souza, Sandra; Cassandra Breitenbach Barroso Coelho, Luana. Avaliações eletroquímicas das lectinas de cratylia mollis mart. (feijão camaratu) e de bauhinia monandra kurz. (pata-de-vaca). 2002. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
Abstract: A lectina de sementes de Cratylia mollis (Cra) reconhece glicose/manose e apresenta propriedades similares a concanavalina A, Con A, uma lectina já bastante caracterizada de sementes de Canavalia ensiformes. A lectina de folha de Bauhinia monandra (BmoLL), específica para galactose, tem sido purificada através de fracionamento com sulfato de amônia e cromatografia de afinidade em gel de guar. O potencial eletroquímico para Cra, Con A e BmoLL foi obtido através de técnicas potenciostáticas usando uma solução salina como suporte para controle da distribuição de cargas entre o eletrodo de calomelano saturado e o eletrodo de platina como eletrodo de trabalho, em um meio aerado. O potencial eletroquímico positivo determinado para Cra (+94 mV) e Con A (+88 mV) indicou uma alta sensibilidade dos eletrodos utilizados. O potencial eletroquímico de interação foi investigado com a Cra imobilizada sobre contas de vidro ativadas com 3-aminopropiltrietoxisilano (APTES). Este potencial descreveu um comportamento linear em relação ao aumento da concentração com um alto coeficiente de correlação (r = 0,9969). BmoLL imobilizada apresentou um potencial eletroquímico positivo deinteração com diferentes concentrações de galactose (0, 50, 100, 150 e 200 mM). Um sistema amperométrico foi desenvolvido para caracterizar a especificidade de ligação a carboidratos da Cra. Medidas foram realizadas na faixa de concentração de 0 550 mM de glicose, frutose ou sacarose. Os resultados observados sugeriram que uma maior área de superfície do eletrodo aumenta a estabilização na interface da dupla camada elétrica interface. O sistema eletroquímico foi desenvolvido para avaliar as trocas de cargas nas superfícies de Cra e BmoLL livres ou imobilizadas quando estas lectinas interagem com carboidratos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1736
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5001_1.pdf33.24 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.