Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17268
Title: Uso de termos hiperônimos em textos dissertativos-argumentativos de alunos do ensino fundamental da Educação de Jovens e Adultos (EJA)
Authors: CASTRO, Cristiane de Souza
Keywords: Coesão textual;Hiperônimos;Produção de textos;Redação escolar;Cohesión textual;Hiperónimos;Producción de textos;Redacción escolar
Issue Date: 16-Dec-2015
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: O objetivo geral da pesquisa aqui apresentada é verificar, a partir de análises de produção de textos escritos, o domínio de estudantes do módulo final (oitavo e nono anos do ensino fundamental) da Educação de Jovens e Adultos (EJA) de uma escola municipal da cidade de Picuí, estado da Paraíba, em relação ao uso de hiperônimos como recurso de coesão por substituição no gênero dissertação escolar. Como objetivos específicos, pretendemos refletir sobre os motivos das possíveis dificuldades apresentadas nesses textos para ampliar o debate acerca da necessidade do trabalho com o léxico em sala de aula; possibilitar a reflexão dos estudantes no que diz respeito aos processos de coesão textual, em especial aos recursos de substituição, com o uso de hiperônimos; verificar, a partir das produções analisadas, o nível de proficiência dos voluntários no que diz respeito à argumentatividade, observando, assim, que sentidos são produzidos através de seus textos escritos; elaborar um protótipo de um livro – produto final de nossa pesquisa – que apresenta informações teóricas a respeito do tema recurso de coesão por hiperônimo, com o objetivo de ser um material que pode ser usado e processos de formação continuada de professores da EJA. Os voluntários da pesquisa são 11 estudantes da EJA com faixa etária maior de 18 anos. Nossa hipótese foi que muitos estudantes de séries finais do ensino básico apresentam dificuldade com o uso de hiperônimos como recurso de coesão. A nosso ver, isso ocorre pelo fato de eles não conhecerem explicitamente o fenômeno de coesão e por não terem acesso a diferentes meios para a ampliação de seu acervo lexical. Procedemos a uma análise dos dados do tipo quali-quantitativa, a fim de verificar a pertinência e a frequência do recurso coesivo investigado. A base teórica da pesquisa está assentada principalmente em Halliday; Hasan (1976), Beaugrande; Dressler (1981), Ungerer; Schmid (1996), Lyons (1980), Bidernam (1996), Menegassi; Fuza (2008), Menegassi (2005), Costa Val (1999), Marcuschi (2003, 2012), Antunes (1996, 2003, 2005, 2009, 2010 e 2012) e Koch (1999, 2002, 2005). Os resultados indicaram que a maioria dos voluntários fez recurso ao hiperônimo, mas ainda de uma maneira insatisfatória, fato que revela que, provavelmente, a escola ainda não trabalha suficientemente o léxico.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17268
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Letras (Profletras)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO VERSÃO cristiane certo.pdf3.54 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons