Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16271
Title: Saberes e identidade profissional dos educadores de museus
Authors: OLIVEIRA, Maria Juliana de Sá
Keywords: Artes;Museus;Formação profissional;Educadores;Museus – aspectos educacionais
Issue Date: 23-Feb-2015
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: A temática central desta pesquisa gira em torno dos saberes dos educadores de museus. Essa questão tem se mostrado relevante, uma vez que a educação em museus vem se constituindo ao longo do tempo como uma ocupação que abrange profissionais com formações acadêmicas em diversas áreas de conhecimento, característica que favorece a complexidade da identidade profissional dos educadores de museus. Nesse sentido, a análise sociológica do processo de constituição das diversas profissões na sociedade ocidental, aponta o saber como um elemento fundamental no processo de legitimação social de uma profissão. Essa questão nos levou a refletir sobre a relação entre a pluralidade de formações dos educadores de museus e seu impacto no processo de profissionalização da educação em museus. Ademais, para além das investigações acerca do processo de constituição e legitimação profissional nos diferentes grupos sociais, a delimitação do saber no campo profissional da educação, de forma geral, tem se revelado como uma busca complexa, uma vez que os saberes nesta área de conhecimento emergem de fontes diversas, que tange desde a formação acadêmica à prática profissional. Nesse ínterim, esta pesquisa analisa os saberes dos educadores de museus a partir de diversas fontes, no intuito de problematizar o processo de profissionalização e de constituição da identidade profissional desta ocupação que vem se configurando historicamente. Para tanto, optamos como campo de investigação o Instituto Ricardo Brennand - PE. Esta escolha está apoiada no fato de ser esta instituição uma das primeiras no estado de Pernambuco a contratar educadores sob regime CLT, fato que indica o início de um processo de profissionalização do ofício em questão. A metodologia utilizada teve uma abordagem qualitativa, a partir da realização de entrevistas semi-estruturadas com educadores do IRB e gestores envolvidos nos processos de ação educativa da instituição. Bem como, foram realizadas observações sistemáticas das ações educativas desenvolvidas por estes educadores. Além disso, o arcabouço teórico da pesquisa utilizou como eixo: Os saberes dos profissionais da educação, a partir dos estudos de Tardif (2008), Gauthier (1998) e Silva (2007); e a profissionalização na perspectiva Freidson (1998), Bourdoncle (1991), Barisi (1982), Braem (2000) e Dubar (2005; 2009). Sendo assim, diante da análise dos dados obtidos foi possível constatar que os saberes na área da educação em museus são oriundos de diversas fontes e vão se configurando a partir da prática profissional, da formação acadêmica, da temporalidade e da relação direta com o acervo da instituição que o abriga. Essa pluralidade revela uma tensão constante, pois por um lado permite a elaboração de ações educativas enriquecidas sob diversos pontos de vista e por outro lado demonstra a complexidade do processo de profissionalização e delimitação desta área, que reflete diretamente em aspectos pragmáticos da consolidação de uma profissão.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/16271
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Artes Visuais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Maria Juliana de Sa Oliveira.pdf3.33 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons