Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14934
Title: Efeitos cardiovasculares do 1-nitro-2-[(4’metoxi)-fenil]-eteno e 1-nitro-2-[(4’-dimetilamina)-fenil]-eteno, dois derivados do 1-nitro-2-fenileteno, em ratos hipertensos anestesiados
Authors: SANTOS, Thayane Rebeca Alves dos
Keywords: 1-nitro-2-fenileteno;artéria mesentérica isolada,;ratos espontaneamente hipertensos;reflexo vago-vagal,;relação estrutura-atividade
Issue Date: 15-Aug-2013
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Previamente, foi mostrado por nossa equipe de pesquisa que o 1-nitro-2-feniletano (NF), o principal constituinte do óleo essencial de Aniba canellila, uma planta nativa da Amazônia, reduz a pressão arterial e possui efeitos vasorrelaxantes. Mais recentemente, foi observado que o 1-nitro-2-fenileteno (NFE), um derivado obtido de maneira sintética através de restrição conformacional da molécula do NF, possui uma potência 3 a 4 vezes maior para relaxar preparações isoladas de aorta torácica de rato em comparação ao NF (de origem natural). No presente estudo, visando melhorar a interação fármaco-receptor, nós investigamos os efeitos cardiovasculares de dois derivados do NFE, o 1-nitro-2-[(4'-metoxi)-fenil]-eteno (derivado I com grupamento metoxila) e 1-nitro-2-[(4'-dimetilamina)-fenil]-eteno (derivado II com grupamento dimetilamina) em ratos espontaneamente hipertensos. Sabe-se que os grupamentos metoxila e dimetilamina são elétron-doadores e podem alterar o aspecto eletrônico da molécula do NFE. Dados preliminares mostram que injeções intravenosas em bolus do NFE e dos derivados I e II induziram efeito hipotensor e bradicardizante bifásicos (fase 1 rápida e fase 2 mais tardia). A fase 1 da hipotensão e bradicardia tende a ser reduzida ou abolida após a bivagotomia e o tratamento perineural dos vagos com capsaicina (250 g/mL). A magnitude da segunda hipotensão (fase 2) tende a ser 3-4 vezes maior para os derivados I e II comparada ao NFE. Os dados dos experimentos in vitro mostram que derivados I e II induziram vasorrelaxamento em anéis de artéria mesentérica superior, pré-contraídas com fenilefrina (1 μM) com valores de CI50 [(média geométrica - intervalo de confiança de 95%)] de 22,41 [27,52-15,23] e 17,13 [31,29-11,82] μM, respectivamente. Estes efeitos vasorrelaxantes não foram influenciados pela remoção do endotélio vascular, portanto foram significativamente reduzidos pelo pré-tratamento com o ODQ (1H-[1,2,4]-oxadiazol-[4,3-a]-quinoxalin-1-ona, 10 μM), um inibidor da guanilato ciclase. Além disso, foi mostrado que a potência dos derivados I e II (avaliada através dos valores da CI50) em relaxar preparações de SMA de ratos SHR foi aumentada em comparação ao NFE (37,95 [95,83-17,74] μM). Apesar de que este aumento não atingiu nível de significância, é interessante correlacioná-lo com a aparente amplificação da resposta hipotensora da fase 2 induzida pelos os derivados I e II em relação ao NFE. Em conclusão, os derivados I e II, assim como o NFE, induziram um reflexo depressor e bradicardizante vago-vagal (fase 1). A hipotensão tardia (fase 2) parece ser resultante de um efeito vasodilatador por um mecanismo miogênico independente da integridade endotelial e parece envolver a participação da via guanilato ciclase/GMPc/PKG.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/14934
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Bioquímica e Fisiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO CD.pdf1.89 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons