Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12757
Título: Avaliação do perfil de produção e expressão de mediadores da resposta imune celular em comunicantes e indivíduos com história de tuberculose pulmonar
Autor(es): Cavalcanti, Yone Vila Nova
Palavras-chave: Tuberculose; Citocinas; NO; Foxp3; Comunicantes
Data do documento: 31-Jan-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: CAVALCANTI, Y.V.C. Avaliação do perfil de produção e expressão de mediadores da resposta imune celular em comunicantes e indivíduos com história de tuberculose pulmonar. 2012. 150f. Tese (Doutorado). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil.
Resumo: A tuberculose pulmonar é um problema de saúde pública mundial e apresenta alta incidência no Brasil. Atualmente, o Brasil ocupa o 19º lugar no ranking dos 22 países que concentram 80% dos casos em todo o mundo. A resposta imune humana contra a tuberculose é especialmente mediada pelos linfócitos T CD4+. Entretanto, muitos estudos ainda são necessários para o entendimento exato do papel de cada citocina no mecanismo de cura da doença. A fim de caracterizar a produção das citocinas TNF-a, IFN-g, IL-10, o óxido nítrico (NO) e a expressão do marcador Foxp3, células mononucleares do sangue periférico (PBMC) de contatos intradomiciliares de indivíduo com tuberculose pulmonar com (CTb) e sem (STb) história prévia de TB foram estimuladas in vitro com antígeno de Mycobacterium tuberculosis (AgTb) e com o mitógeno Concanavalina A por 24 e 48 horas. A dosagem das citocinas foi feita por ELISA de captura e de NO pela quantificação do nitrito (NO2 -). PCR em Tempo Real foi a técnica utilizada para detectar o mRNA para Foxp3. Em 24 horas de cultivo celular com antígeno total de M. tuberculosis (CTb = 10.158,38 ± 7.438,38; STb = 15.083,10 ± 9.292,66), observou-se uma produção significativa de TNF-a (0,05) no grupo STb. Os grupos analisados não apresentaram diferenças na expressão do mRNA do marcador Foxp3. Foi verificado aumento (p= 0,04) entre IL-10 e Foxp3 e correlação negativa (p = 0,009) entre NO (aumento) e Foxp3 (diminuição) após 48h de estímulo com AgTb. Observou-se também no grupo STb em 24 horas de culturas estimuladas com AgTb um resultado semelhante ao grupo CTb (p = 0,03). Portanto, os resultados obtidos sugerem que produção de IL-10, IFN-g e de NO indicam que os indivíduos CTb e STb produziram uma resposta celular específica; porém, sem valores que possam indicar uma maior ou menor susceptibilidade à doença, e que TNF-a, possivelmente funciona como um elemento fundamental para a manutenção do estado de saúde dos comunicantes. A expressão do marcador Foxp3 não está associada diretamente a uma maior predisposição nos indivíduos com história de tuberculose pulmonar.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12757
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Inovação Terapêutica

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese Yone-final-20-12-12.pdf697,53 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons