Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12420
Título: Da destruição criadora à criação relacional : inovação em petróleo e gás no Brasil sob uma abordagem sistêmica
Autor(es): Silva, Marconi Aurélio e
Palavras-chave: Criação Relacional; Política de Inovação; Petróleo e Gás; Brasil
Data do documento: 31-Jan-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Vivemos tempo instável em que valores e convenções anteriores estão continuamente postos à prova, sendo questionados. A economia do conhecimento ou da aprendizagem contínua, a sociedade em redes e a consolidação do processo de globalização, reforçam nas sociedades que o esforço pelo desenvolvimento atual pressupõe novas exigências e desafios. O desenvolvimento integral, humano e sustentável, pressupõe abertura contínua à mudança, à inovação (poder de renovar). A tradição de pensamento interpretativo sobre o fenômeno da inovação, contudo, tem defendido que esta atenda a mecanismos de mercado, o que condiciona, portanto, as políticas voltadas a seu estímulo. O que se postula na presente tese é que a inovação seja processo de criação relacional, que demanda, portanto, identificação e interpretação de outros elementos de análise, sobretudo ligados a aspectos sociais e políticos. Busca-se oferecer aqui avanço conceitual tanto ao estudo do tema quanto à disciplina de Ciência Política, a partir de construção teórico-metodológica quali-quantitativa, pautada em olhar sistêmico e dinâmico, que valoriza o contexto. O objeto de estudo aqui analisado é o sistema de inovação em petróleo e gás do Brasil. Além de ser reconstruída toda a trajetória histórica da institucionalização da pesquisa, desenvolvimento e inovação do setor, antes e após a quebra do monopólio da PETROBRAS, buscou-se analisar o estado atual de funcionamento do sistema (a partir de diferentes pontos de vistas dos agentes ligados ao Estado, ao setor produtivo e às instituições científicas e tecnológicas) e como seus microfundamentos interferem na construção de ambientes colaborativos pró-inovação, notadamente a partir da incidência de ativos relacionais em redes temáticas. Na conclusão, busca-se tecer sugestões de políticas de inovação, focadas nas mudanças de todos e de cada um dos agentes analisados, a partir do paradigma da criação relacional.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12420
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Ciência Política

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese Marconi Aurélio SILVA.pdf4,01 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.