Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11834
Título: Estudando as relações entre autonomia e efetividade em equipes de software: um estudo de caso múltiplo
Autor(es): SANTOS, Isabella Rossiley Moreira dos
Palavras-chave: Engenharia de software; Efetividade do trabalho em equipe; Equipes autogerenciadas; Equipes de desenvolvimento de software; Estudo de caso
Data do documento: 25-Fev-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: SANTOS, Isabella Rossiley Moreira dos. Estudando as relações entre autonomia e efetividade em equipes de software: um estudo de caso múltiplo. Recife, 2013. 222 f. Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Informática, Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação, 2013..
Resumo: Contexto: O estudo sobre o trabalho em equipe tem mostrado que autonomia para definição e realização do trabalho pode influenciar positivamente a efetividade das equipes. Porém, a montagem e desenvolvimento de equipes autônomas ou autogerenciadas é tarefa complexa que têm antecedentes e moderadores cujas relações muitas vezes são conflitantes. Além disso, os modelos de efetividade de equipes autogerenciadas existentes não foram construídos por meio do estudo de equipes de desenvolvimento de software. Considerando que o desenvolvimento de software tem a natureza sociotécnica mais acentuada que outras atividades, os modelos e as teorias de autogerenciamento adaptados para, ou desenvolvidos no contexto da indústria de software ainda são necessários. Objetivo: Este estudo visa contribuir com a construção de uma teoria de equipes de software autogerenciadas por meio do estudo de um conjunto de equipes de software investigando os fatores que influenciam sua efetividade e como essa efetividade é percebida em relação às dimensões de desempenho, satisfação e comportamento dos membros da equipe. Mais especificamente, este estudo tem como objetivo construir uma teoria da efetividade de equipes de desenvolvimento de software no contexto de uma empresa de software. Método: Utilizou-se como método de pesquisa um estudo de caso de natureza qualitativa, integrado (embedded) com quatro equipes de software como unidades de análises. Coletaramse os dados mediante entrevistas, observação e aplicação de questionários, os quais analisaram-se com utilização de processos de codificação baseados nas técnicas da teoria fundamentada. Construiu-se a síntese dos resultados das quatro unidades de análise. Resultados: Investigaram-se os fatores técnicos, sociais e organizacionais que influenciam a efetividade das equipes. Ao final, construíram-se modelos sobre a efetividade para equipes de desenvolvimento de software. Envolveram-se na construção deste modelo os fatores humanos, como a motivação e coesão, e sua influência na efetividade. Conclusões: Há mais de cinco décadas, tem-se utilizado o conceito de autogerenciamento em diversos setores; no entanto, existem poucas pesquisas que tratam do assunto sobre a efetividade de equipes autogerenciadas em organizações de desenvolvimento de software. Portanto, esta pesquisa contribuiu para o aumento do conhecimento sobre efetividade em equipes de software e a construção de uma teoria para esse tipo de equipe.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11834
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciência da Computação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertaçao Isabella Santos .pdf3,73 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons