Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11622
Título: Construção de identidade de grevistas pela imprensa
Autor(es): Melo, Lílian Noemia Torres de
Palavras-chave: Identidade social; Acesso discursivo; Grevistas; Análise Crítica do Discurso
Data do documento: 6-Fev-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: MELO, Lílian Noemia Torres de. Construção de identidade de grevistas pela imprensa. Recife, 2012. 112 f. Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Artes e Comunicação, Programa de Pós-graduação em Letras, 2012.
Resumo: Partindo das considerações de que as identidades sociais não são nem estão prontas e fixas, mas sim, situadas nos processos discursivos de suas construções (MOITA LOPES, 2003), nosso trabalho tem por objetivo geral investigar o discurso materializado no texto jornalístico sobre greve de servidores estaduais. Procuramos, especificamente, analisar a relação existente entre o processo de atribuição identitária aos grevistas e o acesso discursivo à imprensa. O corpus do trabalho se constitui de notícias extraídas do Jornal do Commercio online, no período de 1º de junho a 30 de julho do ano de 2009. Nosso objeto de estudo são os textos publicados sobre as greves de servidores da saúde e de professores do Estado de Pernambuco. Para o embasamento teórico-metodológico desta pesquisa, a Análise Crítica do Discurso (ACD), principalmente nos trabalhos de Van Dijk (1997b; 2008), configura-se como um guia. No tocante à noção de identidade, os textos de Castells (2002), Giddens (2003), Hall (1999), Hoffnagel (2010), Moita Lopes (2003), Penna (1997), Signorini (1998), dentre outros, e, em relação à questão do acesso discursivo ao domínio jornalístico, os trabalhos de Van Dijk (1997a, 2005) e Falcone (2005) serviram de aporte teórico para embasar a nossa investigação. Como resultado de nossas análises, verificamos que o acesso discursivo constitui-se como um processo capaz de possibilitar a atribuição de identidades múltiplas aos atores sociais na imprensa. Um olhar para os diversos discursos que constroem identidades, com base nesses princípios teóricos da ACD, possibilitou-nos a compreensão de que muitos discursos que tiveram acesso às notícias sobre greve estadual permitiram atribuições de identidades, aos grevistas, frequentemente estereotipadas em nossa sociedade e que só lhes geram preconceitos.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11622
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Linguística

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Lílian Noemia Torres de Melo.pdf833,58 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons