Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10890
Título: Ayahuasca, Autoconsciência e Bem-Estar Psicológico: Um Estudo Sobre a (In)Congruência Religiosa
Autor(es): Pereira Júnior, Francisco Santos
Palavras-chave: Ayahuasca; autoconsciência; religiosidade; congruência religiosa; bem-estar psicológico e espiritual
Data do documento: 31-Jan-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: A ayahuasca é um chá de efeitos psicoativos, usado em contexto ritual e religioso. Estudos têm apontado seu possível uso para fins terapêuticos, como no tratamento de depressão e abuso drogas,etc.O estudo do tipo ex-post-facto investigou se o uso do psicoativo e enteógeno ayahuasca em contexto religioso e ritual tem um efeito sobre a mente,no sentido de propiciar maiores níveis de autoconsciência do tipo reflexivo, além de melhores índices de bem-estar psicológico e espiritual.Assim,buscou-se mapear as relações entre os processos relacionados ao Selfc omo, autoconsciência e o bem-estar psicológico e espiritual na dependência da congruência religiosa nos grupos de distintas orientações religiosas (bebedores de ayahuasca, evangélicos tradicionais batistas e pessoas não religiosas e não usuárias de ayahuasca). Também foram verificadas as propriedades psicométricas das escalas utilizadas na pesquisa. Participaram da pesquisa indivíduos maiores de 18 anos, com ensino médio completo e/ou universitários, residentes em Recife e Região Metropolitana. Foram utilizadas escalas psicométricas para mensurar os construtos de interesse, a saber, a Escala de Autoconsciência Situacional –EAS (Nascimento, 2008), Escala de Congruência Religiosa–ECR (Nascimento, 2013), Escala de Religiosidade Global –ERG (Nascimento, 2008), Escala de Felicidade Subjetiva -EFS (Lyubomirsky & Lepper, 1999; versão em língua portuguesa do Brasil de Rodrigues & Silva, 2010) e Escala de Bem-Estar Espiritual -EBE (Paloutzian & Ellison, 1982; versão em língua portuguesa do Brasil de Marques, Sarriera & Dell’Aglio, 2009), além de um questionário sociodemográfico, com as variáveis independentes. Os dados gerados receberam tratamento quantitativo a partir de procedimentos da psicometria e análise fatorial, coadjuvados por exame das interrelações entre as variáveis com o coeficiente de correlação de Spearman. As escalas apresentaram propriedades psicométricas satisfatórias, replicando a estrutura fatorial das mesmas nos estudos originais, e com excelente fidedignidade mensurada pelo Alfa de Cronbach. O grupo da UDV apresentou níveis de autoconsciência de tipo reflexivo,e Bem-estar psicológico. Os batistas apresentaram uma correlação positiva com a congruência religiosa e os sem religião não apresentaram índices significativos de autoconsciência do tipo reflexivo e nem de Bem-Estar. Assim como em outros estudos, a religiosidade demostrou uma forte ligação com o bem-estar.Em linhas gerais o estudo corroborou achados da literatura sobre Autoconsciência e Bem-Estar psicológico. Além de evidenciar uma estreita relação entre religiosidade e Bem-estar. Futuras pesquisas são necessárias para um maior aprofundamento sobre o tema.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10890
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Psicologia Cognitiva

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Francisco Santos Pereira Júnior.pdf3,25 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.