Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10769
Título: Uma Abordagem de Raciocínio Espacial em Lógica de Descrições
Autor(es): BARROS, Rafael Cordeiro de
Palavras-chave: Raciocínio espacial; Ontologias; Cálculo de Conexões de Regiões (RCC); Sistemas de Banco de Dados Espaciais (SBDE)
Data do documento: 10-Set-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: BARROS, Rafael Cordeiro de. Uma abordagem de raciocínio espacial em lógica de descrições. Recife, 2012. 112 f. Dissertação (mestrado) -UFPE, Centro de Informática, Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação, 2012.
Resumo: Os sistemas de bancos de dados espaciais (SBDEs) são capazes de manipular dados geográficos. Sua principal aplicação é em sistemas de informações geográficas (SIGs), pois disponibilizam diversas funções, como indexação, consultas, exibição gráfica e algoritmos geométricos. Por padrão, os SBDEs realizam consultas a posteriori, ou seja, as operações envolvidas em cada consulta são executadas no momento da solicitação do usuário. Por isso, as consultas espaciais, geralmente compostas de diversos cálculos geométricos, possuem alto custo computacional. Recentemente, surgiram abordagens que processam consultas sobre dados geográficos através de raciocínio espacial. Uma das vantagens disso é a capacidade de obter resultados utilizando lógica, evitando, dessa forma, muitos cálculos geométricos. O cálculo de conexões de regiões (Region Connection Calculus - RCC) é um exemplo de formalização bastante utilizado em raciocínio espacial, pois define axiomas de relacionamentos entre regiões, em lógica de primeira ordem. Disso posto, esta dissertação propõe uma nova abordagem de raciocínio espacial utilizando lógica de descrições. Nessa abordagem, um conjunto mínimo de relacionamentos espaciais é calculado a priori, por um SBDE, e armazenado em uma ontologia, formalizada com regras de composição de relacionamentos do RCC. Dessa forma, utilizando lógica de descrições e o conjunto inicial de relacionamentos, é possível raciocinar todos os outros relacionamentos definidos na ontologia RCC. A partir de então, consultas espaciais qualitativas podem ser realizadas sem a necessidade de cálculos geométricos sobre dados espaciais. Com o objetivo de validar a abordagem proposta, também foi realizada uma aplicação com dados reais do estado de Pernambuco, de difícil obtenção e tratamento. Apesar dessas dificuldades, a aplicação pôde ser utilizada concretamente para checagem semântica no projeto NTDO (Neglected Tropical Disease Ontology), em uma aplicação que processa dados públicos integrados de doenças tropicais negligenciáveis.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10769
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciência da Computação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_Rafael_C_Barros_VersaoFinal.pdf3,01 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons