Espectroscopia de prótons por ressonância magnética na avaliação da graduação histológica dos astrocitomas encefálicos

Idiomas

Busca avançada

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor Guimarães Victor, Edgar pt_BR
dc.contributor.author de Fátima Viana Vasco Aragão, Maria pt_BR
dc.date.accessioned 2014-06-12T23:13:09Z
dc.date.available 2014-06-12T23:13:09Z
dc.date.issued 2006 pt_BR
dc.identifier.citation de Fátima Viana Vasco Aragão, Maria; Guimarães Victor, Edgar. Espectroscopia de prótons por ressonância magnética na avaliação da graduação histológica dos astrocitomas encefálicos. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Saúde do Adulto e do Idoso, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006. pt_BR
dc.identifier.uri http://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/9106
dc.description.abstract O objetivo foi revisar as principais aplicações da espectroscopia de prótons por ressonância magnética (1H+ ERM) associada à imagem por ressonância magnética (IRM), na avaliação dos astrocitomas encefálicos, enfatizando seu desempenho na graduação tumoral, segundo os critérios da Organização Mundial de Saúde. Foram selecionados 54 artigos, publicados no período de 1973 a 2005, a partir dos bancos de dados do Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME), Medline, Cochrane e American Society of Neuroradiology (ASNR), além de cinco livros, publicados no período de 1999 a 2004. A revisão abordou a graduação dos astrocitomas encefálicos, caracterizando suas diferenças epidemiológicas e os problemas técnicos envolvidos nessa graduação, tanto na histopatologia como na radiologia. Também apresentou a IRM e a H+ ERM que avalia a bioquímica encefálica como métodos complementares para auxiliar na graduação dos astrocitomas, enfatizando a evolução histórica dos critérios adotados. Por fim, foram explicadas as atuais aplicações da 1H+ ERM associada à IRM, na avaliação dos astrocitomas encefálicos, incluindo: a graduação, a orientação para biópsia, o planejamento radioterápico e cirúrgico, a diferenciação entre tumor primário e secundário e a distinção entre astrocitoma residual ou recorrente e radionecrose pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Pernambuco pt_BR
dc.subject Graduação pela OMS pt_BR
dc.subject Malignidade histológica pt_BR
dc.subject Bioquímica pt_BR
dc.subject Espectroscopia de prótons pt_BR
dc.subject Ressonância magnética pt_BR
dc.subject Astrocitomas pt_BR
dc.subject Tumores encefálicos primários pt_BR
dc.subject Metabolismo pt_BR
dc.subject Medicina interna pt_BR
dc.title Espectroscopia de prótons por ressonância magnética na avaliação da graduação histológica dos astrocitomas encefálicos pt_BR
dc.type Dissertacao pt_BR


Arquivos deste item

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples


Compartilhe esta página