A escrita crônica de Hilda Hilst

Idiomas

Busca avançada

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor SOUZA, Francisca Zuleide Duarte de
dc.contributor.author BIONE, Carlos Eduardo pt_BR
dc.date.accessioned 2014-06-12T18:36:26Z
dc.date.available 2014-06-12T18:36:26Z
dc.date.issued 2007 pt_BR
dc.identifier.citation Eduardo Bione, Carlos; Zuleide Duarte de Souza, Francisca. A escrita crônica de Hilda Hilst. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007. pt_BR
dc.identifier.uri http://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7859
dc.description.abstract Hilda Hilst ( Jaú, 1930 Campinas, 2004) é hoje uma das mais importantes representantes da literatura brasileira contemporânea. Transitando por todos os gêneros: poesia, teatro, ficção, crônica, Hilda Hilst construiu ao longo dos quase cinqüenta anos dedicados exclusivamente à produção literária, um amplo painel da sociedade e da subjetividade brasileiras contemporâneas. Neste trabalho, nos aproximamos mais detidamente das crônicas hilstianas. Publicadas no período de 1992 a 1995, no Correio Popular, jornal que circula na cidade de Campinas. Algumas dessas crônicas foram posteriormente reunidas na coletânea Cascos & Carícias, em 1998. Produção ainda não contemplada pelos estudos literários, as crônicas hilstianas se constituem num espaço fronteiriço e híbrido em que a autora conjuga a densidade estilística e temática de sua obra anterior com a leveza que caracteriza o gênero dito inocente, sem grandes pretensões , como apontam alguns poucos teóricos que se dedicaram ao estudo desse gênero tipicamente brasileiro, a crônica pt_BR
dc.description.sponsorship Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Pernambuco pt_BR
dc.subject Crônica pt_BR
dc.subject Hilda Hilst pt_BR
dc.title A escrita crônica de Hilda Hilst pt_BR
dc.type Dissertacao pt_BR


Arquivos deste item

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples


Compartilhe esta página