Psoríase : estudo de alterações de parâmetros da imunidade celular e a influência de sintomas de ansiedade

Idiomas

Busca avançada

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor Maria Machado Barbosa de Castro, Celia pt_BR
dc.contributor.author Monteiro Bandeira, Aurilene pt_BR
dc.date.accessioned 2014-06-12T18:30:31Z
dc.date.available 2014-06-12T18:30:31Z
dc.date.issued 2004 pt_BR
dc.identifier.citation Monteiro Bandeira, Aurilene; Maria Machado Barbosa de Castro, Celia. Psoríase : estudo de alterações de parâmetros da imunidade celular e a influência de sintomas de ansiedade. 2004. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004. pt_BR
dc.identifier.uri http://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/7243
dc.description.abstract No presente estudo, foram avaliadas alterações da imunidade celular (IC) e sintomas de ansiedade (SA) em indivíduos com e sem psoríase. Ademais, foi investigada a eventual influência dos SA sobre a IC, na presença ou ausência de psoríase. Foram selecionados, no Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco, no período de 2000 a 2003, 74 indivíduos do sexo masculino, das quais 37 constituíram o grupo de psoríase (GP) e 37 o grupo controle (GC). Consideraram-se, para caracterização da amostra, aspectos sociodemográficos, clínicos e laboratoriais. Os dados sociodemográficos e clínicos foram obtidos a partir de formulários e exame clínico. Os dados laboratoriais foram obtidos através de quantificação de células do sangue periférico por hemocitometria ou citometria de fluxo e dosagem de cortisol por quimioluminescência. As células mononucleares do sangue periférico (PBMC) foram isoladas por gradiente de Ficoll, obtendo-se, a partir destas, monócitos após adesão em placa. A concentração celular foi 2,0×106céls/2mL de meio de cultura RPMI 1640 e a produção de superóxido por monócitos foi medida por espectrofotometria. Para análise estatística, foram utilizados os testes: t-Student, Quiquadrado, Fisher e Análise da variância, considerando-se um p<0,05. O GP apresentou as faixas de idade mais elevadas, 41 a 50 anos (37,8%) e 51 a 62 anos (29,7%), com o maior percentual (24,3%) de seus indivíduos possuindo nível superior completo, sendo a maioria (40,5%), procedente do interior de Pernambuco ou de outro estado do Brasil. Para os aspectos dermatológicos, a maioria (67,6%) do GP apresentou lesões disseminadas, com tempo de doença entre 1 e 5 anos. Mais da metade (56,8%) destes indivíduos evoluiu com recidiva, o tempo mais freqüente das lesões atuais foi de até 6 meses (35,1%), a história familiar foi referida por 35,1% dos indivíduos e a existência de um acontecimento importante para o aparecimento da doença foi relatado por 14 indivíduos (37,8%) do GP. Porém, esse acontecimento ocorreu em tempo superior a 1 ano (64,3%). Para os aspectos psiquiátricos, o GP apresentou o maior percentual (48,6%) de SA. Para os aspectos laboratoriais, a maioria dos componentes do GP apresentou valores dentro da faixa de normalidade tais como: número de leucócitos = 89,2%, linfócitos totais = 100%, linfócitos BCD19+ = 94,6%, TCD3+ = 94,6%, linfócitos TCD4+ = 91,9%, linfócitos TCD8+ = 94,6%, a relação TCD4+/TCD8+ foi de 59,5% e média de cortisol = 11,73 mcg/dL. Houve maior produção de superóxido no GP (17,51 ± 4,56 nmol/106cels na 1ª h e 29,94 ± 9,02 nmol/106cels na 2ª h) do que no GC (14,48 ± 4,15 nmol/106céls na 1ª h e de 25,79 ± 8,29 nmol/106céls na 2ª h). Quanto aos SA em qualquer dos grupos, com ou sem psoríase, não houve alteração na produção de superóxido (na 1ª e 2ª hora), nem no nível de cortisol. Apenas o valor médio da relação TCD4+/TCD8+ no GP foi menor (1,44) do que nos grupos controles com ou sem SA e no GP sem SA. Em conclusão, observa-se hiperatividade monocitária com produção aumentada de superóxido na psoríase. Isto pode, em parte, explicar a natureza inflamatória da doença. Os SA, quando presentes no GP, relacionaram-se a menor valor absoluto da relação TCD4+/TCD8+; entretanto este valor não representa comprometimento da IC pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Pernambuco pt_BR
dc.subject Psoríase pt_BR
dc.subject Imunidade celular pt_BR
dc.subject Superóxido pt_BR
dc.subject Sintomas de Ansiedade pt_BR
dc.title Psoríase : estudo de alterações de parâmetros da imunidade celular e a influência de sintomas de ansiedade pt_BR
dc.type Tese pt_BR


Arquivos deste item

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples


Compartilhe esta página