Subjetividade, ética e complexidade no direito: a segurança que vem da admissão da insegurança: uma crítica à pressuposição de onipotência que subjaz às razões jurídicas

Idiomas

Busca avançada

Arquivos deste item

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)


Compartilhe esta página