Degradação de Propranolol em efluente modelo através de Processos Oxidativos

Idiomas

Busca avançada

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor SILVA, Valdinete Lins da
dc.contributor.author BAYDUM, Valderice Pereira Alves
dc.date.accessioned 2017-06-07T17:41:34Z
dc.date.available 2017-06-07T17:41:34Z
dc.date.issued 2012-11-23
dc.identifier.uri http://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/19024
dc.description.abstract A ocorrência de fármacos no meio ambiente tem se tornado um assunto de interesse nos últimos anos. Grande número desses compostos tem sido detectado em efluentes de estações de tratamento de esgoto (ETE) municipais, águas superficiais e, menos frequentemente, em águas subterrâneas e água potável em todo o mundo. Alguns dos efeitos adversos causados por fármacos incluem toxicidade aquática, desenvolvimento de resistência em bactérias patogênicas, genotoxicidade, e desregulação endócrina. Diferentes fontes podem ser indicadas para explicar o aparecimento de fármacos no ambiente aquático. Atualmente, é amplamente reconhecido que a principal fonte de poluição são os efluentes de ETE. Portanto, o descarte de resíduos farmacêuticos nos efluentes de ETE deve ser minimizado o máximo possível. A remoção de poluentes orgânicos recalcitrantes como fármacos na água e em efluentes pode ser obtida utilizando processos oxidativos avançados (POA). O objetivo deste trabalho é avaliar a eficiência de remoção de Propranolol por meio de POA, avaliar a toxicidade dos produtos de degradação durante os tratamentos bem como realizar um estudo cinético de degradação do composto. O fármaco usado neste estudo foi o Propranolol fornecido pelo LAFEPE. Foi utilizada solução modelo a 20 mgL-1 . Os tratamentos por meio de POA (H2O2/UV, Fenton e foto-Fenton) além de radiação UV (fotólise) e H2O2 foram realizados em escala laboratorial em um reator ao longo de 60 minutos. A radiação UV foi obtida por uma lâmpada a vapor de mercúrio de média pressão de 30 W. A agitação do sistema foi feita utilizando um agitador magnético. Sulfato ferroso heptahidratado foi utilizado como fonte de íons de ferro para o processo Fenton e foto-Fenton. A determinação e a quantificação do fármaco após tratamento por POA, foram realizadas em um espectrofotômetro UV-Vis. Em relação aos resultados obtidos pelo tratamento utilizando POA, o propranolol se mostrou pouco sensível a oxidação com peróxido de hidrogênio. O tratamento Foto-Fenton apresentou melhor eficiência de remoção e o Fenton o melhor resultado de toxicidade. A cinética de oxidação do fármaco foi discutida e verificou-se que o modelo cinético de pseudo-primeira ordem pode descrever melhor a oxidação do fármaco. As principais vantagens e desvantagens de cada processos e a complexidade de comparação dos vários processos de oxidação foram discutidos. O processo Foto-Fenton foi o que removeu mais de 80% do propranolol a 20 mg L-1 em 15 minutos. pt_BR
dc.language.iso br pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Pernambuco pt_BR
dc.rights Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil *
dc.rights.uri http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/ *
dc.subject Propranolol pt_BR
dc.subject Environment pt_BR
dc.subject Advanced oxidation processes pt_BR
dc.subject Pharmaceutical pt_BR
dc.subject Photolysis pt_BR
dc.subject Meio ambiente pt_BR
dc.subject Processos oxidativos avançados pt_BR
dc.subject Fármaco pt_BR
dc.subject Fotólise pt_BR
dc.title Degradação de Propranolol em efluente modelo através de Processos Oxidativos pt_BR
dc.type Tese pt_BR
dc.contributor.advisor-co PACHECO, José Geraldo
dc.publisher.initials UFPE pt_BR
dc.publisher.country Brasil pt_BR
dc.degree.level doutorado pt_BR
dc.publisher.program Programa de Pos Graduacao em Engenharia Quimica pt_BR
dc.description.abstractx The occurrence of pharmaceuticals in the environment has become a subject of interest in recent years. A vast number of these compounds have been detected in sewage treatment plant (STP) effluents, surface waters and, less frequently, in groundwater and drinking water, all over the world. Some of the adverse effects caused by pharmaceuticals include aquatic toxicity, resistance development in pathogenic bacteria, genotoxicity and endocrine disruption. Different sources can be indicated to explain the appearance of pharmaceuticals in the aquatic environment. Nowadays, it is widely accepted that the main source of pollution are STP effluents. Therefore, the discharge of pharmaceutical residues to the environment in STP effluents should be minimized. Removal of recalcitrant organic pollutants such as pharmaceuticals in water and wastewater can be achieved using advanced treatment technologies such as advanced oxidation processes (AOP). The objective of this study is to evaluate the removal efficiency of Propranolol by AOP to identify the degradation products toxicity as well as to perform a degradation kinetic study of these compounds. The pharmaceutical used in this study was Propranolol were purchased from LAFEPE. The pharmaceutical were spiked daily at a concentration of 20 mgL-1 were treated by AOP. The treatments by AOP (H2O2/UV, Fenton and photo-Fenton) and photolysis (UV radiation) and peroxide, were performed in a reactor along 60 minutes. UV radiation was provided by a medium pressure mercury lamp of 30 W. The agitation of the system was realized by a magnetic bar. Ferrous sulfate heptahydrate was used as source of iron for the Fenton and photo-Fenton process. The determination and quantification of the pharmaceutical present during the treatment by AOP were performed with UV-Vis spectrophotometer. With regard to the results obtained by using AOP treatment, the propranolol was less sensitive to hydrogen peroxide. Despite photo-fenton treatment presented the highest removal efficiency and Fenton the best treatment toxicity. The kinetics of oxidation of propranolol has been discussed and it was found that the pseudo-first order kinetic model can describe the oxidation. The main advantages and disadvantages of each process and the complexity of comparing the various advanced oxidation processes (AOP) was discussed. In the photo-fenton process it was possible to remove more than 80% from propranolol concentration of 20 mg L-1 in 15 minutes. pt_BR


Arquivos deste item

Os arquivos de licença a seguir estão associados a este item:

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil Exceto quando indicado o contrário, a licença deste item é descrito como Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Compartilhe esta página