Avaliação Da Interface De União De Cimentos Resinosos Com Laminados Cerâmica Utilizando Tomografia Por Coerência Óptica Pré e Pós-Termociclagem

Idiomas

Busca avançada

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor GOMES, Anderson
dc.contributor.author BORGES, Érica de Andrade
dc.date.accessioned 2016-06-13T13:02:47Z
dc.date.available 2016-06-13T13:02:47Z
dc.date.issued 2015-02-11
dc.identifier.uri http://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/17070
dc.description.abstract O objetivo deste estudo foi validar o uso da técnica da tomografia por coerência óptica através de experimento in vitro para avaliar a cimentação e a linha de união laminado-cimento-dente antes e depois da termociclagem, visando a aplicação clínica deste instrumento. Além de comparar diferentes modalidades de materiais e protocolos de cimentação. A técnica da tomografia por coerência óptica (TCO) é um método não invasivo, quantitativo e qualitativo, e foi utilizado para avaliação da qualidade póscimentação do laminado, minimizando possíveis erros, e proporcionando acompanhamento clínico sem exposição a radiação ou qualquer procedimento invasivo. Foram feitas imagens em 2D e 3D dos laminados e das superfícies dentais antes e depois da cimentação e do processo de ciclagem térmica. Os laminados (20) foram cimentados na superfície de esmalte bovino de acordo com uma distribuição aleatória em 4 grupos (n=05): FA – cimento resinoso dual com fotoativação prévia do adesivo; FC – cimento resinoso dual sem fotoativação prévia do adesivo; AF - cimento resinoso autocondicionante dual com fotoativação; AQ - cimento resinoso autocondicionante dual com polimerização química. Os laminados foram fabricados em porcelana modificada por dissilicato de lítio, na espessura de 0,5 mm. As análises foram feitas através de imagens 2D e 3D com o TCO. Os resultados mostraram claramente a presença de bolhas com dimensões típicas que variaram de 146 μm a 1427 μm, além de falhas como a presença de gap e até a desadaptação do laminado. Parte dessas falhas, já estavam presentes imediatamente após o processo de cimentação e após a ciclagem térmica mantiveram-se estáveis ou foram acentuadas. Os resultados indicam que um acompanhamento periódico de pacientes que utilizam laminados cerâmicos é de fundamental importância para garantia da manutenção da qualidade do procedimento, bem como evitar problemas na saúde bucal. Propomos então a técnica de TCO como padrão para este procedimento. pt_BR
dc.description.sponsorship CAPEs pt_BR
dc.language.iso br pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Pernambuco pt_BR
dc.rights Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil *
dc.rights.uri http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/ *
dc.subject Tomografia de Coerência Óptica pt_BR
dc.subject Porcelana Dental pt_BR
dc.subject Faceta pt_BR
dc.subject Cimentação pt_BR
dc.subject Avaliação clínica pt_BR
dc.subject Optical coherence tomograph pt_BR
dc.subject Dental Porcelain pt_BR
dc.subject Veneer pt_BR
dc.subject Cimentation pt_BR
dc.subject Clinical Evaluation pt_BR
dc.title Avaliação Da Interface De União De Cimentos Resinosos Com Laminados Cerâmica Utilizando Tomografia Por Coerência Óptica Pré e Pós-Termociclagem pt_BR
dc.type Dissertacao pt_BR
dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/7435488340331489 pt_BR
dc.publisher.initials UFPE pt_BR
dc.publisher.country Brasil pt_BR
dc.degree.level mestrado pt_BR
dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/8841334894205599 pt_BR
dc.publisher.program Programa de Pos Graduacao em Odontologia pt_BR
dc.description.abstractx The aim of this study was to validate the use of optical coherence tomography (OCT) through in vitro experiment to evaluate the cementing and the union line of lumineer-cement-tooth before and after the thermal cycling. In addition to comparing different types of materials and cementation protocols. The technique of optical coherence tomography (OCT) is a noninvasive, quantitative and qualitative method, and was used to evaluate the postcementation quality of the lamina, minimizing potential errors, and providing clinical follow-up without exposure to radiation or any invasive procedure. Were made in both 2D and 3D imaging of tooth surfaces and the laminate before and after the cementing and the thermocycling process. 20 specimens of lumineers-teetth were prepared in bovine teeth and randomly allocated in 4 experimental groups (n=5) with two different cementation techniques and two different types of cementing agent: FA - dual resin cement with prior photo activation of the adhesive; FC - dual resin cement without curing the adhesive; AF - self-etching resin cement with photoactivation; AQ - selfetching resin cement with chemical polymerization. The lumineers were made of lithium disilicate and obtained using a vacuum injection technique, thickness of 0.5 mm. The analysis was performed by using 2D and 3D OCT images, obtained before and after the thermal cycling. The results showed the presence of bubbles with typical size ranging from 146 μm to 1427 μm, and faults as the presence of gap and laminate mismatch. Some of these faults were already present immediately after the process of cementing and after thermal cycling remained stable or were marked. The results indicate that regular monitoring of patients using lumineers is of fundamental importance for ensuring the maintenance of the quality of the procedure and how to avoid problems in oral health. Then we propose the OCT technical default for this in vivo to follow-up. pt_BR


Arquivos deste item

Os arquivos de licença a seguir estão associados a este item:

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil Exceto quando indicado o contrário, a licença deste item é descrito como Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Compartilhe esta página