O Apostolado dos Patrões : limites e possibilidades de um plano industrial disciplinar-religioso em uma fábrica têxtil (Camaragibe, 1891- 1908)

Idiomas

Busca avançada

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor AGUIAR, Sylvana Maria Brandão de
dc.contributor.author LIMA, Lúcio Renato Mota
dc.date.accessioned 2015-03-06T12:36:42Z
dc.date.available 2015-03-06T12:36:42Z
dc.date.issued 2012-01-31
dc.identifier.citation LIMA, Lúcio Renato Mota. O Apostolado dos padrões: limites e possibilidades de um plano industrial disciplinar-religioso em uma fábrica têxtil (Camaragibe, 1891-1908) . Recife, 2012. 176f. Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Filosofia e Ciências Humanas , Programa de Pós-Graduação em História, Recife, 2012.. pt_BR
dc.identifier.uri http://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11033
dc.description.abstract O objetivo principal desta dissertação é a investigação histórica sobre a Corporação Operária de Camaragibe, associação de caráter misto que reuniu patrões e operários da Fábrica de Tecidos de Camaragibe com o propósito de discutir e encaminhar soluções para os seus respectivos interesses de classe. Fundada no ano de 1900, a Corporação Operária foi considerada o ápice do “plano moral” da fábrica, que consistia na concessão de benefícios materiais e espirituais aos operários daquela empresa pertencente à Companhia Industrial Pernambucana (CIPER). A adoção desse plano moral foi concebida como uma parte integrante e indispensável do plano industrial posto em execução na fábrica e fundamentava-se nos princípios enunciados na Encíclica Rerum Novarum, de 1891, do papa Leão XIII, que pretendia apresentar uma solução religiosa para a questão operária por meio de uma organização cristã do trabalho nas grandes fábricas modernas. A análise abrange as duas primeiras décadas de existência da Fábrica de Tecidos de Camaragibe, mais especificamente entre 1891 e 1908, que correspondem ao período de gestação do seu plano industrial, para o qual colaboraram significativamente os gerentes Carlos Alberto de Menezes e Pierre Collier, que se tornaram personalidades proeminentes da Ação Social Católica de Pernambuco no início do século XX, movimento que assumiu a conformação de “Apostolado dos Patrões”. A pesquisa tem como metodologia a da História Social e possui fundamentação em documentação primária, com caráter exploratório, qualitativo, descritivo, analítico, bibliográfico e sistemático. Visamos, com este trabalho, a contribuir para a recuperação, mesmo que parcial, do discurso operário com relação à experiência da Corporação Operária de Camaragibe, além de analisar os limites e as possibilidades de uma participação efetiva dos operários ou/e de seus representantes no processo decisório de uma associação mista no contexto delimitado. Daí, acreditamos ser essa pesquisa relevante como contribuição para o campo da História Social do Trabalho no Brasil, e, particularmente, de Pernambuco. pt_BR
dc.language.iso br pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Pernambuco pt_BR
dc.rights Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil *
dc.rights.uri http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/ *
dc.subject Corporação operária pt_BR
dc.subject Organização cristã do trabalho pt_BR
dc.subject Fábrica de tecidos de Camaragibe. pt_BR
dc.title O Apostolado dos Patrões : limites e possibilidades de um plano industrial disciplinar-religioso em uma fábrica têxtil (Camaragibe, 1891- 1908) pt_BR
dc.type Dissertacao pt_BR


Arquivos deste item

Os arquivos de licença a seguir estão associados a este item:

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples

Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil Exceto quando indicado o contrário, a licença deste item é descrito como Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil

Compartilhe esta página